Infâmia, escândalo e pecado: relações de concubinato no Brasil Colônia

Autores

  • Ana Lucia Santos Coelho UFES

Resumo

O concubinato foi uma relação bastante presente na sociedade brasileira do período
colonial até o século XVIII. Essa prática foi considerada pela Igreja Católica um “pecado grave”, chegando a ser punida com penas rígidas que iam desde simples admoestações até o degredo. Por meio das visitações eclesiásticas, tal instituição fiscalizava e controlava o comportamento social, evitando a continuidade da mancebia. Sendo assim, o presente trabalho, tendo como referencial teórico a História Cultural, analisou as relações de concubinato no Brasil Colônia, enfatizando suas variadas representações, bem como as apropriações construídas pelos agentes desse período histórico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Lucia Santos Coelho, UFES

Mestra pelo Programa de Pós-Graduação em História Social das Relações Políticas da Universidade Federal do
Espírito Santo (Ufes).

Downloads

Publicado

11-12-2018

Como Citar

COELHO, A. L. S. Infâmia, escândalo e pecado: relações de concubinato no Brasil Colônia. Revista Ágora, [S. l.], n. 22, p. 249–257, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/13620. Acesso em: 30 nov. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: Feminismos e Patriarcado