Valores de consciência: crítica historiográfica, experiência e orientação em Manoel Bomfim

Autores

  • Clayton José Ferreira UFOP

Resumo

Este artigo tem por objetivo apresentar a crítica historiográfica e os apontamentos
sobre a elaboração da escrita da história no ensaio O Brasil na História: deturpação das tradições, degradação política (1930) de Manoel Bomfim (1868–1932) além de seus argumentos sobre a possibilidade de orientação através das experiências do passado. Tais compreensões referemse a muitos dos debates a respeito do saber histórico na Primeira República. A hipótese é de que, para Bomfim, a história possui um papel moral e orientador intrínseco a sociedade, o que aponta para a necessidade de abordar dimensões subjetivas e objetivas da realidade plástica
na historiografia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clayton José Ferreira, UFOP

Mestrando em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).

Downloads

Publicado

11-12-2018

Como Citar

FERREIRA, C. J. Valores de consciência: crítica historiográfica, experiência e orientação em Manoel Bomfim. Revista Ágora, [S. l.], n. 22, p. 328–349, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/13625. Acesso em: 30 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos