Circulação de ideias e cultura escrita no Brasil no contexto da Primeira República

Autores

  • Maria Alayde Alcântara Salim
  • Ueber José de Oliveira

Resumo

O artigo tem como propósito discutir algumas das principais ideias que circulavam no Brasil no alvorecer do século XX, em especial àquelas trazidas pelos autores denominados modernistas, que interpretavam e problematizaram, de forma contundente, os vários aspectos que configuravam a realidade social brasileira daquele contexto, marcada por diversas indefinições, principalmente por ocasião da ruptura político-institucional trazida pela República recém instaurada. Procuramos investigar como tais intelectuais, a exemplo de Silvio Romero, Euclides da Cunha, Graça Aranha e Lima Barreto, entre outros, compreendiam e projetavam o Brasil no sentido de edificar uma identidade cultural tipicamente brasileira, bem como alcançar o progresso. Para tais intelectuais, entre os quais Silvio Romero aparece como nome exponencial, para que o Brasil alcançasse o tão almejado progresso social e civilizatório, era imprescindível desenvolver a cultura escrita, a literatura e a leitura de maneira ampla entre a população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

01-06-2017

Como Citar

SALIM, M. A. A.; OLIVEIRA, U. J. de. Circulação de ideias e cultura escrita no Brasil no contexto da Primeira República. Revista Ágora, [S. l.], n. 24, p. 7–17, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/16150. Acesso em: 7 dez. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: Pensamento político e ensaísmo no Brasil