Entre o coletivo e o individual: Memórias de um professor de História de escola pública

Autores

  • Simone dos Santos Pereira Universidade de São Paulo

Resumo

Em um momento histórico em que o ensino de História no Ensino Médio está sendo contestado é importante refletir sobre o papel do educador. Nesse sentido, a partir de contribuições da História Oral, apresentamos a narrativa de um professor de História sobre sua trajetória de vida e vivências na profissão docente entre o último quarto do século XX e na primeira década do século XXI, permanecendo na docência até a sua aposentadoria. As considerações sobre a trajetória percorrida dialogam com autores da perspectiva histórico-cultural e outros que se debruçam sobre a profissão docente. Esse professor, entre outras razões, permaneceu na profissão por i. sua paixão pela disciplina lecionada; ii. seu engajamento político para a construção de uma sociedade melhor; iii. para que os estudantes se reconhecessem enquanto ser histórico, refletindo sobre seu papel social. Entre as condições da permanência observa-se que ele se manteve no drama, entre os sonhos e as pedras, entre o pretendido e o realizado, entre o ideal e o concreto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

16-12-2018

Como Citar

PEREIRA, S. dos S. Entre o coletivo e o individual: Memórias de um professor de História de escola pública. Revista Ágora, [S. l.], n. 27, p. 41–55, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/17037. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: História e Educação