Gonzalo Aguirre Beltrán e a política indigenista: forjando a nação mexicana

Autores

Resumo

Desde a independência nacional a população indígena foi vista como o principal entrave à construção de um Estado-nação monoétnico no México. A partir do século XX o Estado mexicano iniciou um projeto de transformação política e cultural, chamado indigenismo, objetivando integrar a população poliétnica do México. Nesse momento o antropólogo Gonzalo Aguirre Beltrán ganhou destaque ao formular uma política integracionista que logo foi adotada como oficial pelo Estado mexicano. Esse trabalho pretende analisar aspectos da política indigenista integracionista, elaborada por Aguirre Beltrán e pautada na indução da integração das comunidades indígenas ao mundo mestiço. Nesse panorama, trabalharemos o conceito de aculturação formulado pelo autor, bem como sua operacionalização dentro de tais comunidades com a finalidade de se construir um Estado-nação monoétnico.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

16-12-2018

Como Citar

GOMES, C. F. Gonzalo Aguirre Beltrán e a política indigenista: forjando a nação mexicana. Revista Ágora, [S. l.], n. 27, p. 149–159, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/21058. Acesso em: 2 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos