A (RE)INVENÇÃO DE UMA HISTORIOGRAFIA: DIOGO DE VASCONCELLOS E OS CÂNONES DA HISTÓRIA DE MINAS GERAIS NA PRIMEIRA REPÚBLICAi

Autores

  • Rodrigo Machado da Silva

Resumo

Este artigo traz uma explanação acerca do projeto historiográfico de Diogo Luiz de Almeida Pereira de Vasconcellos frente às mudanças intelectuais e políticas do início do século XX, na tentativa de se estabelecer os cânones da escrita da história em Minas Gerais naquele período. Tomamos como parâmetro os movimentos que constituíram a formação da historiografia mineira pontuando os elementos formativos das fases que compõem os ciclos intelectuais no estado, dividindo-os de acordo com os períodos políticos da Colônia, do Império, e da República brasileira. Pretende-se, portanto, realizar um breve balanço sobre as formas de se escrever história na região desde seu processo de fundação até o primeiro quartel do vinte, onde se identifica a criação efetiva da prática em Minas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

SILVA, R. M. da. A (RE)INVENÇÃO DE UMA HISTORIOGRAFIA: DIOGO DE VASCONCELLOS E OS CÂNONES DA HISTÓRIA DE MINAS GERAIS NA PRIMEIRA REPÚBLICAi. Revista Ágora, [S. l.], n. 14, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/5026. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê