Entre santas e homens: parentesco ritual na Província do Espírito Santo (1850-1871)

Autores

  • Rafaela Domingos Lago

Resumo

A influência do catolicismo fez-se evidente na Província do Espírito Santo. Apesar de confluir homens de diferentes origens e tradições, vilas e freguesias da região nasceram católicas. Ciente da importância dos Sacramentos para a cristandade o presente trabalho busca analisar o parentesco ritual instituído pelo Batismo na Freguesia de Nossa Senhora da Vitória, na segunda metade do Oitocentos. Entende-se que além do significado religioso, de difundir a salvação só encontrada em Deus e de introduzir o neófito na comunidade cristã, o compadrio era comumente utilizado com finalidades sociais e veículo de estratégias no quotidiano das famílias e no interior dos grupos sociais, sejam de livres ou de escravos. Nesse sentido, buscar-se-á compreender o sentido de tais relações sociais em sua dimensão política considerando a realidade histórica da região.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

07-11-2013

Como Citar

LAGO, R. D. Entre santas e homens: parentesco ritual na Província do Espírito Santo (1850-1871). Revista Ágora, [S. l.], n. 17, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/6081. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: Dinâmica socioeconômica do sertão