As baratas da existência ou a epopéia da morte em A Quinta História de Clarice Lispector

Autores

  • Gustavo da Silva Andrade
  • Eduardo Henrique Bezerra da Silva Cavicchiolli
  • Diana Junkes Bueno Martha

Resumo

Procuraremos, neste artigo, por meio da análise literária e do diálogo desta com certos elementos da Psicanálise (Freud, 1969; Fuks, 2008) elucidar o estatuto do Unheimlich, traduzido ao português como Estranho, presente em “A Quinta História”, de Clarice Lispector, conto publicado em 1964, em A Legião Estrangeira. Acreditamos que a reflexão sobre a obra da escritora, a partir dos referenciais acima, possibilita perspectivas interessantes para pensarmos em questões sobre a subjetividade, como, por exemplo, as que envolvem o enfrentamento do medo pelo sujeito o que, por consequência, acaba por se tornar o enfrentamento de si mesmo e de seus desejos. Nesse sentido procuramos apontar a projeção interna da autora empírica na própria narradora.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

ANDRADE, G. da S.; CAVICCHIOLLI, E. H. B. da S.; MARTHA, D. J. B. As baratas da existência ou a epopéia da morte em A Quinta História de Clarice Lispector. Revista Ágora, [S. l.], n. 19, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/8313. Acesso em: 2 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos