MÉTODO MULTICRITÉRIO COMO FERRAMENTA PARA AUXÍLIO NA DECISÃO SOBRE ALTERNATIVA DE USO DE TRANSPORTE

MULTICRITERY METHOD AS A TOOL FOR AID IN DECISION ON TRANSPORT USE ALTERNATIVE

Autores

  • Erivelton Toreta Braz Universidade Federal do Espírito Santo
  • Julien Chiquieri Universidade Federal do Espírito Santo
  • Wellington Gonçalves Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Brasil

Palavras-chave:

Tomada de decisão; Determinação de fatores; Escolha de alternativa; Analytic Hierarchy Process.

Resumo

A conjuntura econômica vivenciada no Brasil tem imposto às organizações públicas e privadas a necessidade do aprimoramento de seus processos na busca pela eficiência no uso dos recursos. Nesse quadro segue necessário a busca por soluções de transportes de passageiros e cargas que considerem o desejo dos indivíduos acerca das alternativas existentes. O propósito deste artigo é levantar as prioridades dos usuários, selecionar e hierarquizar alternativas de modelo de serviços de transportes de cargas e passageiros numa instituição. O método multicritério Analytic Hierarchy Process (AHP) foi empregado pois permite a participação de diversos sujeitos, sendo que em muitos casos os critérios por eles criados são conflitantes. Os resultados alcançados demonstram que os fatores logísticos e econômicos se destacam na preferência do público usuário alcançando respectivamente 59,80% e 22,90%, e que a melhor alternativa aponta na direção da terceirização total do serviço. A abordagem sugerida promove um maior conhecimento do cliente pela organização e fornece a possibilidade de criação de estratégias para a prestação de serviços de transporte sob a perspectiva do usuário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Wellington Gonçalves, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Brasil

Trabalha com planejamento e gestão de operações na cadeia de suprimento, atuando principalmente nos seguintes temas: planejamento e gestão de serviços e operações logísticas, integração na cadeia de suprimento, planejamento e gestão de transportes. Seu interesse atual de pesquisa é nos temas: logística e serviços.

Referências

Aarão, L. R. (2016). Terceirização versus frota própria: Uma análise da função transporte em uma instituição federal de ensino. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais, MG, Brasil.

Acuña-Opazo, C., González, Ó. C., & Cortés, D. M. (2017). Identificación y análisis de las variables clave que explican la variación del factor de ajuste k en la programación de proyectos de edificación en altura. Revista Ciências Estratégicas, 25(37), 139-156.

Agência Nacional de Transportes Terrestres. (2018). Pesquisa de satisfação dos usuários de serviços regulados pela Agência Nacional de Transportes Terrestres – ANTT. Recuperado em 09 de Setembro, 2019, de http://www.antt.gov.br/textogeral/Pesquisa_de_Satisfacao_dos_Usuarios_Transport_Users_Satisfaction_Survey.html.

Aharonovitz, C. S., & Vieira, J. G. V. (2014). Proposta de modelo multicritério para seleção de fornecedores de serviços logísticos. Gestão da Produção, Operações e Sistemas, 9(1), 9-26.

Albuquergue, R. Jr. (2018). Análise da terceirização de serviço de transporte no serviço público:um estudo comparativo. Dissertação de Mestrado em Políticas Públicas e Gestão da Educação Superior, Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Curitiba, PR, Brasil.

Andrioli, R. F., Diehl, C. A., & Hansen, P. B. (2015). Proposta de modelo flexível para apoio a decisão de externalização: Uma aplicação em logística de transporte. Revista Eletrônica de Gestão Organizacional, 13(2), 116-129.

Barreto, P. R. R., Erthal, M., Jr., Souza, C. L. M., Gonçalves, M. M., & Souza, C. E. (2019, novembro). Seleção de meio de transporte coletivo de estudantes aplicado a uma instituição de ensino. Anais do Simpósio de Pesquisa Operacional e Logística da Marinha, Rio de Janeiro, RJ, Brasil, 19.

The World Bank - Bird. (2018). Connecting to compete 2018: Trade logistics in the global economy - the logistics performance index and its indicators. Recuperado em 13 maio, 2020 de http://documents.worldbank.org/curated/en/576061531492034646/Connecting-to-compete-2018-trade-logistics-in-the-global-economy-the-logistics-performance-index-and-its-indicators.

Briozzo, R. A., & Musetti, M. A. (2015). Método multicritério de tomada de decisão: aplicação ao caso da localização espacial de uma Unidade de Pronto Atendimento – UPA 24 h. Gestão & Produção, 22(4), 805-819.

Caetano, E. F. S., & Campos, I. M. B. M. (2019). A autonomia das universidades federais na execução das receitas próprias. Revista Brasileira de Educação, 24, 1-19.

Caldeira, L. M. O., Coelho, L. L. G. A., & Granemann, S. R. (2015). Definição de uma estrutura genérica hierárquica para escolha modal. Anais do XXIV Congresso Nacional de pesquisa em transporte da ANPET, Ouro Preto, Minas Gerais, MG, Brasil.

Castro, D. M., Reis, J. G. M., Vendrametto, O., & Lopes, A. C. V. (2016). Modelo de decisão multicritério para escolha do modo de transporte: Um estudo do escoamento da produção de grãos de Mato Grosso do Sul. Revista Produção Online, 16(4), 1214-1236.

Confederação Nacional do Transporte. (2019). Anuário CNT do transporte. Estatísticas consolidadas. Recuperado em 13 de maio, 2020, de https://anuariodotransporte.cnt.org.br/2019/Rodoviario/1-2-1-/Empresas.

Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Câmara do Senado.

Diniz, J. B., & Paixão, M. A. S. (2017). Viabilidade econômica da terceirização ou compra de frota de veículos para empresa de fertilizantes minerais. Revista IPecege, 3(3), 49-55.

Gastes, D., & Gaul, W. (2012). The Consistency Adjustment Problem of AHP Pairwise Comparison Matrices. Quantitative Marketing and Marketing Management, 51-62.

Godoi, W. C. (2014). Método de construção das matrizes de julgamento paritários no AHP – Método do julgamento holístico. Revista Gestão Industrial, 10(3), 474-493.

Gomes, C. F. S., & Costa, H. G. (2015). Aplicação de métodos multicritério ao problema de escolha de modelos de pagamento eletrônico por cartão de crédito. Production, 25(1), 54-68.

Guerrero, L. C. U., Marín, L. S. M., & Gómez, L. C. O. (2016). Selección multicriterio de aliado Estratégico para la operación de carga terrestre. Estudios Gerenciales, 32(138), 35-43.

Islam, R. (2016). Bus service quality prediction and attribute ranking: a neural network approach. Public Transport, 8(2), 295-313.

Lehnhart, E. R., (2016). Tomada de decisão em contextos específicos: Uma análise das relações entre os métodos multicritérios de apoio à decisão e as estratégias de decisão humana. Tese de doutorado, Universidade Federal de Santa Maria, Rio Grande do Sul, RS, Brasil.

Lei complementar nº 101, de 04 de maio de 2000 (2000). Estabelece normas de finanças públicas voltadas para a responsabilidade na gestão fiscal e dá outras providências. Diário Oficial da União. Brasília, DF: Câmara dos Deputados.

Lima, F. R., Jr., & Carpinetti, L. C. R. (2015). Uma comparação entre os métodos TOPSIS e Fuzzy-TOPSIS no apoio a tomada de decisão multicritério para seleção de fornecedores. Gestão & Produção, 22(1), 17-34.

Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil. (2017). Anuário estatístico de transportes 2010-2017. Recuperado em 13 maio, 2020, de https://infraestrutura.gov.br/images/BIT_TESTE/Publica%C3%A7oes/Apresentacao_AET_2018.pdf

Moreira, M. A. L., Freitas, M., Jr., & Toloi, R. C. (2018). O transporte rodoviário no Brasil e suas deficiências. Revista Fatec Zona Sul, 4(4), 1-13.

Nascimento, M. L. S. (2017). Aplicação de método multicritério na tomada de decisões gerenciais - Um estudo na manutenção de equipamentos logísticos. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Amazonas, Amazonas, AM, Brasil.

Neto, T. O., & Nogueira, R. J. B. (2017). Transporte rodoviário de passageiros no Brasil. Transporte y Territorio, 17, 229-250.

Pereira, L. A. G. (2015). Logística de transportes e comércio internacional: Os fluxos das exportações e das importações de mercadorias no norte de Minas Gerais. Tese de doutorado, Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, MG, Brasil.

Saaty, T. L. (1977). A scaling method for priorities in hierarchical structures. Journal of mathematical psychology, 15(3), 234-281.

Santa, E. D. D., & Mussi, C. C. (2016). Desempenho no transporte rodoviário de cargas: Potencialidades e limitadores do uso da tecnologia da informação e comunicação (TIC). Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, 9(3), 215-247.

Schlifter, G., & Madlener, R. (2016). Risk analysis of energy performance contracting projects in Rússia: An Analytic Hierarchy Process Approach. Energy Policy, 97, 559-581.

Silva, F. C., Shibao, F. Y., Barbieri, J. C., Librantz, A. F. H., & Santos, M. R. (2018). Barreiras à gestão da cadeia de suprimentos verde na indústria automotiva. Revista de Administração de Empresas - RAE, 58(2), 149-162.

Solecka, K. (2014). Electre III method in assessment of variants of integrated urban public transport systm in Cracow. Transport Problems, 9(4), 83-96.

Troya, M. C., Gómez, J. M., Zurita, D. P., & Cedeño, E. A. L. (2018). Métodos multicritério aplicados en la selección de un material para discos de freno. Revista de Ciência y Tecnologia, 20, 83-95.

Vargas, L. G. (1990). An overview of the Analytic Hierarchy Process and its applications. European Journal of Operational Research, 48(1), 2-8.

Zatta, F. N., Mattos, A. L., Oliveira, R. R., Freitas, R. R., & Gonçalves, W. (2019). Aplicação do Analytic Hierarchy Process na escolha de planos de saúde. Research, Society and Development, 8(1), e1881532.

Publicado

2020-07-28

Como Citar

Toreta Braz, E. ., Chiquieri, J., & Gonçalves, W. (2020). MÉTODO MULTICRITÉRIO COMO FERRAMENTA PARA AUXÍLIO NA DECISÃO SOBRE ALTERNATIVA DE USO DE TRANSPORTE: MULTICRITERY METHOD AS A TOOL FOR AID IN DECISION ON TRANSPORT USE ALTERNATIVE. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 6(2), 142–155. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/bjpe/article/view/30880

Edição

Seção

GESTÃO PÚBLICA - PUBLIC MANAGEMENT