INOVAÇÃO AGRÍCOLA: UMA ANÁLISE DA LITERATURA

AGRICULTURAL INNOVATION: AN ANALYSIS OF THE LITERATURE

Autores

  • Maria Helena da Fonseca Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, Departamento de Pós Graduação em Engenharia de Produção - PPGEP, Câmpus Ponta Grossa - PR https://orcid.org/0000-0001-8369-0980
  • Claudia Tania Picinin Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, Departamento de Pós Graduação em Engenharia de Produção - PPGEP, Câmpus Ponta Grossa - PR https://orcid.org/0000-0003-4844-3516
  • João Luiz Kovaleski Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, Departamento de Pós Graduação em Engenharia de Produção - PPGEP, Câmpus Ponta Grossa - PR https://orcid.org/0000-0003-4232-8883

DOI:

https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i1.33883

Palavras-chave:

Antropotecnologia, transferência de tecnologia, inovação agrícola, agricultores

Resumo

A transferência de tecnologia é essencial para impulsionar a inovação e fomentar o desenvolvimento do setor agroindustrial, mas uma das barreiras encontradas pelos agricultores é o custo da tecnologia. O objetivo dessa pesquisa foi analisar a produção científica, indexada nas bases de dados Scopus, Science Direct e Web of Science baseando-se na pesquisa dos termos “technology transfer”, “anthropotechnology” e “agricultural innovation*”. Para isso, a metodologia utilizada foi o Methodi Ordinatio, que consiste em aplicar uma equação para ranquear os artigos de maior relevância do tema pesquisado, após aplicar uma sequência de filtros estabelecidas pelos pesquisadores. A pesquisa não teve  recorte temporal e não houve uma delimitação de idioma para à busca ser mais ampla e as palavras chaves pré-definidas deveriam constar nos artigos, sendo estes apenas de revisão ou pesquisa, publicados em journals. Assim com portfólio formado foram selecionados 16 artigos cujo índice Ordinatio ficou acima de 90. Pode ser constatado que há necessidade de se publicar mais estudos práticos sobre a temática de inovação agrícola e o uso das tecnologias por agricultores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Helena da Fonseca, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, Departamento de Pós Graduação em Engenharia de Produção - PPGEP, Câmpus Ponta Grossa - PR

Graduada em Tecnologia em Alimentos pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR - Câmpus Ponta Grossa, Bacharelado em Administração pela Faculdade Santa Amélia - SECAL, Especialista, Mestre e Doutoranda em Engenharia de Produção pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR - Câmpus Ponta Grossa.

Claudia Tania Picinin , Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, Departamento de Pós Graduação em Engenharia de Produção - PPGEP, Câmpus Ponta Grossa - PR

Graduada em Administração com Habilitação em Marketing, MBA em Gestão de Negócios e Logística pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Câmpus Pato Branco, especialista em Gestão Industrial - Conhecimento e inovação e mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Câmpus Ponta Grossa. Doutora em Administração pela Universidade Positivo. Professora do Departamento de Engenharia de Produção e do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção da UTFPR - Câmpus Ponta Grossa.

João Luiz Kovaleski, Universidade Tecnológica Federal do Paraná - UTFPR, Departamento de Pós Graduação em Engenharia de Produção - PPGEP, Câmpus Ponta Grossa - PR

Possui graduação em Engenharia Industrial Eletrônica pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (1986), graduação em Técnologo em Automação Industrial - Universite de Grenoble I (Scientifique Et Medicale - Joseph Fourier) (1985), mestrado em Informática Industrial pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná (1988), DEA em Sistemas Eletrônicos no Institut Polithnique de Grenoble (INPG) e doutorado em Instrumentação Industrial - Universite de Grenoble I (Scientifique Et Medicale - Joseph Fourier) (1992). Atualmente é professor Titular da Universidade Tecnológica Federal do Parana - campus Ponta Grossa, editor das Revistas Gestão Industrial (Online) e Revista Innovare, e revisor das revistas RAI da PGT/USP. Tem experiência na área de Engenharia de Produção, com ênfase em Gestão Industrial, atuando principalmente nos seguintes temas: transferência de tecnologia, gestão industrial, agente de inovação, gestão do conhecimento e inovação tecnológica. Foi Diretor Geral do Campus Ponta Grossa da UTFPR por 8 anos. Vice reitor por 4 anos da UTFPR. Foi Membro do Conselho Universitário da UTFPR por 12 anos. Atualmente 1- Presidente da APREPRO - Associação Paranaense de Engenharia de Produção. 2- Diretor de Relações Empresariais e Comunitárias da UTFPR. 3- Professor e Fundador do Mestrado/Doutorado em Engenharia de Produção.

Referências

Adrian, A., Norwood, S., & Mask, P. (2005). Producers' perceptions and attitudes toward precision agriculture Technologies. Computers and Electronics in Agriculture, 48, 256-271.

Agyei-Holmes, A (2016). Technology transfer and agricultural mechanization in Tanzania: Institutional adjustments to accommodate emerging economy innovations. Innovation and Development, 6, 195-211.

Altalb, A. A. T., Filipek, T., & Skowron, P. (2015). The Role of Agricultural Extension in the Transfer and Adoption of Agricultural Technologies. Asian Journal of Agriculture and Food Sciences, 3 (5), 500-507.

Bisseleua, D., Idrissou, L., Olurotimi, P., Ogunniyi, A., Mignouna, D., & Bamire, S. A. (2018). Multi-stakeholder process strengthens agricultural innovations and sustainable livelihoods of farmers in Southern Nigeria. Journal of Agricultural Education and Extension, 24, 29-49.

Carayannis, E. G., Rozakis, S., & Grigoroudis, E. (2018). Agri-science to agri-business: the technology transfer dimension. The Journal Of Technology Transfer, 43, 837-843.

Cavallo, E., Ferrari, E., Bollani, L., & Coccia, M. (2014). Attitudes and behaviour of adopters of technological innovations in agricultural tractors: A case study in Italian agricultural system. Agricultural Systems, 130, 44-54. https://doi.org/10.1016/j.agsy.2014.05.012

Chambers, R., & Ghildyal, B. P. (1985). Agricultural research for resource-poor farmers: The farmer-first-and-last model. Agricultural Administration, 20, 1-30.

Cunha S. K. da, Neves P. (2008) APRENDIZAGEM TECNOLÓGICA E A TEORIA DA HÉLICE TRIPLA: ESTUDO DE CASO NUM APL DE LOUÇAS. RAI - Revista de Administração e Inovação, São Paulo, 5(1), 97-111.

Dias, C. S. L., Rodrigues, R. G., & Ferreira, J. J (2019). What's new in the research on agricultural entrepreneurship? Journal of Rural Studies, 65, 99-115.

Dziallas, M., Blind, K. (2019). Innovation indicators throughout the innovation process: An extensive literature analysis. Technovation, 80, p. 3-29.

Eck, N. J. V., & Waltman, L. (2017). Clustering baseado em citação de publicações usando CitNetExplorer e VOSviewer. Scientometrics, 111(2), 1053-1070.

Etzkowitz, H., & Zhou, C. (2017). Hélice Tríplice: inovação e empreendedorismo universidade-indústria-governo. Estudos Avançados, 31 (90), 23-48.

Faure, G., Barret, D., Blundo-Canto, G., Dabat, M. H., Devaux-Spatarakis, A., Guerroué, J. L. L., Marquié, C. Mathé, S., Temple, L., Toillier, A., Triomphe, B., & Hainzelin, E. (2018). How different agricultural research models contribute to impacts: Evidence from 13 case studies in developing countries. Agricultural Systems, 165, 128-136. https://doi.org/10.1016/j.agsy.2018.06.002

Fonseca, M. H. da. (2018). Gestão de Custos na Agricultura Familiar na cidade de Ponta Grossa. 85 f. (Dissertação de Mestrado)Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Ponta Grossa, Paraná, Brasil.

Garrigou, A., Baldi, I., & Jackson, M. (2012). The use of pesticides in French viticulture: a badly controlled technology transfer. Work, 41, 19-25.

Good, M., Knockaert, M., Soppe, B., & Wright, M. (2019). The technology transfer ecosystem in academia. An organizational design perspective. Technovation, 74, 35-50. https://doi.org/10.1016/j.technovation.2018.06.009

Hellin, J. (2012). Agricultural extension, collective action and innovation systems: Lessons on network brokering from Peru and Mexico. Journal of Agricultural Education and Extension, 18, 141-159.

Ingram, J., Dwyer, J., Gaskell, P., Mills, J., & Wolf, P. De. (2018). Reconceptualising translation in agricultural innovation: A co-translation approach to bring research knowledge and practice closer together. Land Use Policy, 70, 38-51. https://doi.org/10.1016/j.landusepol.2017.10.013

Kansiime, M., Watiti, J., Mchana, A., Jumah, R., Musebe, R., & Rware, H. (2018). Achieving scale of farmer reach with improved common bean technologies: the role of village-based advisors. Journal of Agricultural Education and Extension, 24, 215-232. https://doi.org/10.1080/1389224X.2018.1432495

Klerkx, L., & Leeuwis, C. (2008). Balancing multiple interests: Embedding innovation intermediation in the agricultural knowledge infrastructure. Technovation, 28, 364–378.

Leal, P. F., & Flores, M. D. R. S. (2013). El Comportamiento Innovador en Valor Agregado del Sector Agrícola en e estado de Sinaloa. Journal of Technology Managament & Innovation, 8, 140-150.

Li, H., Um, H., Wang, Y., Huang, J., & Gao, X. (2016). Evolutionary features of academic articles co-keyword network and keywords co-occurrence network: Based on two-mode affiliation network. Physica A, 450, 657-669.

O’Donoghue, C., & Heanue, K. (2018). The impact of formal agricultural education on farm level innovation and management practices. The Journal of Technology Transfer, 43, 844-863.

Pagani, R. N., Kovaleski, J. L., & Resende L. M. (2015). Methodi Ordinatio: a proposed methodology to select and rank relevant scientific papers encompassing the impact factor, number of citation, and year of publication. Scientometrics, 105(3), 2109-2135.

Pallottino, F., Biocca, M., Nardi, P., Figorilli, S., Menesatti, P., & Costa, C. (2018). Science mapping approach to analyze the research evolution on precision agriculture: world, EU and Italian situation. Precision Agriculture, 19, 1011–1026. https://doi.org/10.1007/s11119-018-9569-2

Schut, M., Rodenburg, J., Klerkx, L., Ast, A. V., & Bastiaans, L. (2014). Systems approaches to innovation in crop protection. A systematic literature review. Crop Protection, 56, 98-108. https://doi.org/10.1016/j.cropro.2013.11.017

Schut, M., Klerkx, L., Rodenburg, J., Kayeke, J., Hinnou, L. C., Raboanarielina, C.M., Adegbola, P. Y., Ast, A. V., & Bastiaans, L. (2015) RAAIS: Rapid Appraisal of Agricultural Innovation Systems (Part I). A diagnostic tool for integrated analysis of complex problems and innovation capacity. Agriculture Systems, 132, 1-11. https://doi.org/10.1016/j.agsy.2014.08.009

Sheth, B., Acharya, S., & Sareen, S. (2018). Policy implications for the improvement of technology transfer and commercialization process in the Indian contexto. Journal of Science and Technology Policy Management,10, 214-233.

Silva, M. L. Da, Lago, S. M. S., & Brandalise, L. T. (2019). Agricultural research: systematic review of the literature. Brazilian Journal of Management & Innovation, 6 (2), 127-149.

Sunding, D., & Zilberman, D. (2001). The agricultural Innovation process: research and technology adoption in a changing agricultural sector. Handbook of Agricultural Economics, 1, 207-261. https://doi.org/10.1016/S1574-0072(01)10007-1

Swinnen, J., & Kuijpers, R. (2017). Value chain innovations for technology transfer in developing and emerging economies: Conceptual issues, typology, and policy implications. Food Policy, 83, 298-309.

Tang, M., Liao, H., Wan, Z., Herrera-Viedma, E., & Rosen, M. A. (2018). Ten Years of Sustainability (2009 to 2018): A Bibliometric Overview. Sustainability, 10(1655), 1-21.

Theodorakopoulos, N., Preciado, D. J., & Bennett, D. (2012). Transferring technology from university to rural industry within a developing economy context: The case for nurturing communities of practice. Technovation, 32, 550-559.

Thurner, T., & Zaichenko, S. (2018). Technology transfer into Russia's agricultural sector-Can public funding replace ailing business engagement? Science and Public Policy, 45, 683-691.

Verkaart, S., Mausch, K., & Harris, D. (2018). Who are those people we call farmers? Rural Kenyan aspirations and realities. Development in Practice, 28, 468-479.

Wood, B. A., Blair, H. T., Gray, D. I., Kemp, P. D., Kenyon, P. R., Morris, S. T., & Sewell, A. M. (2014). Agricultural Science in the Wild: A Social Network Analysis of Farmer Knowledge Exchange. Plos One, 9, 1-10.

Publicado

2021-03-09

Como Citar

Fonseca, M. H. da, Picinin , C. T. ., & Kovaleski, J. L. . (2021). INOVAÇÃO AGRÍCOLA: UMA ANÁLISE DA LITERATURA: AGRICULTURAL INNOVATION: AN ANALYSIS OF THE LITERATURE. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 7(1), 72–86. https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i1.33883

Edição

Seção

ENGENHARIA ORGANIZACIONAL - ORGANIZATIONAL ENGINEERING