ANÁLISE SOBRE A DIVULGAÇÃO DE PROVISÕES E PASSIVOS CONTINGENTES AMBIENTAIS NO VALOR DE MERCADO DAS EMPRESAS DE ALTO POTENCIAL POLUIDOR LISTADAS NA BOLSA DE VALORES

ANALYSIS ON THE DISCLOSURE OF ENVIRONMENTAL PROVISIONS AND CONTINGENT LIABILITIES IN THE MARKET VALUE OF HIGH POLLUTING POTENTIAL COMPANIES LISTED ON THE STOCK EXCHANGE

Autores

  • Josiane Aparecida Cardoso de Souza Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
  • Beatriz Cristina Ferreira Machado Faculdades Integradas de Cataguases - UNIS
  • Rodolfo de Souza Cunha Faculdades Integradas de Cataguases - UNIS
  • Mário César Fialho de Oliveira Faculdades Integradas de Cataguases - UNIS
  • Patricia Werneck Silva de Oliveira Faculdades Integradas de Cataguases - UNIS

DOI:

https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i5.36785

Palavras-chave:

Provisões e Passivos Contingentes Ambientais, Empresas Potencialmente Poluidoras, Valor de Mercado, Disclosure Ambiental

Resumo

Este trabalho objetivou analisar os impactos da divulgação de provisões e passivos contingentes ambientais no valor de mercado das empresas de alto potencial poluidor listadas na B3. Foram consideradas 34 empresas listadas na Bolsa de Valores, as quais conforme Lei no 10.165/2000 que se refere a Política Nacional do Meio Ambiente, pertencem ao grupo de alto impacto poluidor. Para este estudo realizou-se uma análise de conteúdo para identificar a divulgação de provisões e passivos contingentes ambientais no ano de 2020. Após, foi realizada uma análise descritiva para investigar a distribuição e o comportamento das variáveis, assim como a execução de uma regressão pelo MQO para verificar a hipótese de pesquisa. Para avaliar a ligação entre as variáveis, utilizou-se a correlação de Pearson. Entre a variável independente (DIVULG) e o Valor de Mercado, o resultado não apresentou significância estatística, portanto a hipótese inicial de que a divulgação de provisões e passivos contingentes ambientais repercute positivamente no valor de mercado das empresas de alto potencial poluidor listadas na B3, foi rejeitada, evidenciando que tal divulgação não reflete no valor de mercado destas empresas. A variável Tamanho da Empresa denotou significância estatística, mostrando que maior o tamanho da empresa, reflete em maior o seu Valor de Mercado, e a variável Retorno sobre os ativos apresentou significância negativa com o Valor de Mercado. O endividamento não mostrou significância estatística, deste modo, não apresenta relevância para justificar o valor de mercado das empresas avaliadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josiane Aparecida Cardoso de Souza, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Graduada em Engenharia de Produção - Faculdades Integradas de Cataguases. Doutoranda em Engenharia de Produção na UFMG, na linha de pesquisa de Modelagem Estocástica e Simulação e Mestre na mesma área. (Texto informado pelo autor)

Beatriz Cristina Ferreira Machado, Faculdades Integradas de Cataguases - UNIS

Graduanda em Engenharia de Produção pelas Faculdades Integradas de Cataguases  - UNIS

Rodolfo de Souza Cunha, Faculdades Integradas de Cataguases - UNIS

Graduando em Engenharia de Produção pelas Faculdades Integradas de Cataguases  - UNIS

Mário César Fialho de Oliveira, Faculdades Integradas de Cataguases - UNIS

Mestre em Ciências Contábeis (FUCAPE - 2018 a 2020), graduado em Ciências Contábeis (EaD - Cruzeiro do Sul - 2019 a 2020), pós-graduado no MBA Logística Empresarial (Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF - 2008) e graduado em Administração (Faculdades Integradas de Cataguases - FIC - 2007). Na área Acadêmica atuou como Coordenador do Curso Superior de Tecnologia em Logística (Faculdades Integradas de Cataguases - FIC) entre 2014 e 2018. Professor nos Cursos de Administração, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção e Tecnologia em Logística. Atual Supervisor de Materiais na empresa Apolo Algodão. Atuou como Coordenador de Materiais/Suprimentos e Planejamento e Controle de Produção na empresa Zollern Transmissões Mecânicas Ltda., em Cataguases. Tem como experiência profissional Auditor Contábil na empresa KPMG. Sólidos conhecimentos nas áreas de Logística/Suprimentos, PCP, Contabilidade e Recursos Humanos. (Texto informado pelo autor)

Patricia Werneck Silva de Oliveira, Faculdades Integradas de Cataguases - UNIS

Professora do Ensino Superior no Grupo UNIS/Faculdades Integradas de Cataguases - FIC. Disciplinas lecionadas: Introdução ao Pensamento Científico, Ciências Humanas e Sociais, Ética e Sociedade, Metodologia Científica I e II. Membro do Conselho Editorial da Revista Acadêmica MYHTOS. Pós-graduada em Políticas Públicas e Gestão Social pela Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF; Especialista em Sociologia - UFJF; Bacharel e Licenciada Plena no curso de Ciências Sociais - UFJF. Gestora de Pessoas pelo Senai - FIEMG. (Texto informado pelo autor)

Referências

Agyemang, A. O., Yusheng, K., Twum, A.K. et al., (2021). Trend and relationship between environmental accounting disclosure and environmental performance for mining companies listed in China. Environ Dev Sustain 23, 12192–12216. https://doi.org/10.1007/s10668-020-01164-4

B3. (2020) Ações – Empresas Listadas, 2020. Recuperado de http://www.b3.com.br/pt_br/produtos-e-servicos/negociacao/renda-variavel/empresas-listadas.htm

B3. (2021) B3 divulga a 16ª carteira do ISE B3 - B3, 2021. Recuperado de http://www.b3.com.br/pt_br/noticias/indice-de-sustentabilidade-empresarial-8AE490C8761BBCDB01761EA822C50302.htm#:~:text=S%C3%A3o%20convidadas%20para%20o%20processo,sendo%2045%20na%20categoria%20Eleg%C3%ADvel.&text=%E2%80%9CA%20B3%20tem%20um%20papel,boas%2

B3. (2019) O que é o ISE B3. ISE B3, 2019. Recuperado de http://iseb3.com.br/o-que-e-o-ise

Bachmann, R. K., Carneiro, L. M., & Espejo, M. M. S. B. (2013). Evidenciação de informações ambientais: proposta de um indicador a partir da percepção de especialistas. 7(17), 36-47.

Beuren, I. M., Santos, V. D., & Gubiani, C. A (2013). Informações ambientais evidenciadas no relatório da administração pelas empresas do setor elétrico listadas no ISE. BASE - Revista de Administração e Contabilidade da UNISINOS, 10(1), 55-68. https://doi.org/10.1016/j.rege.2016.07.002

Bewley, K. (1998). The economic consequences of financial reporting standards: the market valuation of environmental liabilities. Thesis (Doctor of Philosophy in Accounting). University of Waterloo, National Library of Canadá, Waterloo, Ontário, Canada.

Brasil (2021). Lei nº 10.165, de 27 de dezembro de 2000. Altera a Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L10165.htm

Brasil. Lei nº 10.165, de 27 de dezembro de 2000. Altera a Lei nº 6.938, de 31 de agosto de 1981, que dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências. Recuperado de http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L10165.htm

Brizolla, M. M., & Klann, R. (2019). Influence of environmental expenditures and environmental disclosure in the quality of accounting information. Environmental Quality Management. 28. https://doi.org/10.1002/tqem.21632

Carvalho, G. B., & Corteletti, R. C (2021). Proposta metodológica para previsão de impactos decorrentes de acidentes com barragens de rejeito. Engenharia Sanitaria e Ambiental, [S.L.], 26(3), 525-534. FapUNIFESP (SciELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1413-415220190061

Chen, Y.; Wang, Z., & Zhong, Z. (2019). CO2 emissions, economic growth, renewable and non-renewable energy production and foreign trade in China, Renewable Energy, Elsevier, 131(C), 208-216. https://doi.org/10.1016/j.renene.2018.07.047

Clarkson, P., Fang, X., LI, Y., & Richardson, G (2013). The relevance of environmental disclosure: are such disclosures incrementally informative? Journal of Accounting and Public Policy, 32, 410-43. https://doi.org/10.1016/j.jaccpubpol.2013.06.008

Comissão de Valores Mobiliários [CVM]. (1987). Parecer de orientação nº 15, de 28 de dezembro de 1987.

Comitê de Pronunciamentos Contábeis (2009). Pronunciamento Técnico CPC 25 - Provisões, passivos contingentes e ativos contingentes. Brasília. Recuperado de http://static.cpc.aatb.com.br/Documentos/304_CPC_25_rev%2013.pdf

Comitê de Pronunciamentos Contábeis (2019). Pronunciamento Técnico CPC 00 (R2) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro. Brasília, 2019. Recuperado de http://static.cpc.aatb.com.br/Documentos/573_CPC00(R2).pdf

Comitê de Pronunciamentos Contábeis [CPC] (2009). CPC-25: Provisões, passivos contingentes e ativos contingentes. Recuperado de http://www.cpc.org.br/CPC/DocumentosEmitidos/Pronunciamentos/Pronunciamento?Id=56

Comitê de Pronunciamentos Contábeis. Pronunciamento Técnico CPC 00 (R2) – Estrutura Conceitual para Elaboração e Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro. Brasília, 2019. Recuperado de http://static.cpc.aatb.com.br/Documentos/573_CPC00(R2).pdf

Comitê de Pronunciamentos Contábeis. Pronunciamento Técnico CPC 25 - Provisões, passivos contingentes e ativos contingentes. Brasília, 2009. Recuperado de http://static.cpc.aatb.com.br/Documentos/304_CPC_25_rev%2013.pdf

Conselho Federal de Contabilidade (CFC). (2004). Resolução CFC nº 1.003/04. Aprova a NBC T 15 – Informações de natureza social e ambiental. Brasília, DF.

Conselho Federal de Contabilidade [CFC]. (2004). Resolução CFC nº 1.003/04. Aprova a NBC T 15 – Informações de natureza social e ambiental. Brasília, DF.

Costa, I. L. S., Correia, T. S., Paulo, E., & Lucen, W. G. L. (2018) Impacto do Disclosure Voluntário: valor da empresa e informações socioambientais nas companhias abertas. Contabilidade, Gestão e Governança, [S.L.], 21(2), 271-287. Revista Contabilidade Gestao e Governanca. http://dx.doi.org/10.21714/1984-3925_2018v21n2a7

Costa, R. S., & Marion, J. C. (2007). A uniformidade na evidenciação das informações ambientais. Revista Contabilidade & Finanças, 18(43), 20-33. Recuperado de http://www.revistas.usp.br/rcf/article/view/34212/36944

Cunha, J. V. A., & Ribeiro, M. S. (2007). Divulgação voluntária de informações de natureza social: um estudo nas em presas brasileiras. Revista de Administração – Eletrônica, (1), 1-23.

Durand, D. (1959). The cost of capital, corporation finance, and the theory of investment: comment. American Economic Review, 4, 639-655

Ferreira, J. S., Rover, S., Ferreira, D. D. M, & Borba, J. A. (2016) Informações Financeiras Ambientais: diferença entre o nível de disclosure entre empresas brasileiras. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), Brasília, 10(1).

FIEMG [Brasil] (2019). A responsabilidade socioambiental e sua importância para os negócios: benefícios para o meio ambiente e para a sua empresa. Benefícios para o meio ambiente e para a sua empresa. Recuperado de https://www7.fiemg.com.br/noticias/detalhe/a-responsabilidade-socioambiental-e-sua-importancia-para-os-negocios

Fondevila, M. M., Moneva, J. M., & Scarpellini, S. (2019). Divulgación ambiental y la interrelación de la ecoinnovación. El caso de las empresas españolas. Servicio de Publicaciones de la Universidad de Murcia. Revista de Contabilidad, [S.L.], 22(1), 73-87. http://dx.doi.org/10.6018/rc-sar.22.1.354321

Fonteles, I. V., Nascimento, C. P. S., Ponte, V. M. R., & Rebouças, S. M. D. P. (2012). Determinantes da evidenciação de provisões e contingências por companhias listadas na BM&FBOVESPA. In: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 12, São Paulo. Anais... São Paulo: FEA/USP.

Hair, J. F., Jr., Anderson, R. E., Tatham, R. L., & Black, W. C. (1995). Multivariate Data Analysis (3rd ed). New York: Macmillan.

Iatridis, G. E. (2013). Environmental disclosure quality: evidence on environmental performance, corporate governance and value relevance. Emerging Markets Review, [S.L.], 14, 55-75. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.ememar.2012.11.003

Ibracon – Instituto Brasileiro de Contadores. Normas e Procedimentos de Auditoria (1996). NPA 11 Balanço e Ecologia. Recuperado de http://www.ibracon.com.br/publicacoes/resultado.asp?identificador=223

Jaques, A. P., Freitas, D. P., Almada Resende, J. D. S., & Silva Resende, J. G. O. (2021) Malefícios do descarte incorreto de resíduos e a importância da coleta seletiva juntamente com a reciclagem. Anais do Congresso de Pesquisa e Extensão do UNIPTAN, 5, 299-304. UNIPTAN, FUNDADESP.

Leite, J. R. (2018). Evidenciação de provisões e passivos contingentes (IAS 37/CPC 25): análise comparativa entre Brasil e França. Tese de doutorado. Curso de Finanças e Controladoria, São Paulo, SP, Brasil.

Lima, R. R., Lima, T. R., & Neves Jr., I. J. (2011). Valor da Empresa e sua Relação com a estrutura de capital, rentabilidade: um estudo empírico das 1000 empresas melhores listadas na Revista Exame. In.: Simpósio de Gestão da Inovação Tecnológica, Resende – RJ. Anais... Resende: SEGeT. Recuperado de http://www.spell.org.br/documentos/ver/37846/valor-da-empresa-e-sua-relacao-com-a-estrutura-de-capital--rentabilidade--um-estudo-empirico-das-1000-empresas-melhores-listadas-na-revista-exame

Lopes, D. V. S. (2020). Avaliação do impacto ambiental e associação entre a exposição à água contaminada e o risco de desenvolvimento de doenças de veiculação hídrica em uma reserva extrativista. 107 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Sociedade, Tecnologias e Políticas Públicas, Universidade Tiradentes, Maceió, Al, Brasil.

Lu, J., & Li, H. (2020). The impact of government environmental information disclosure on enterprise location choices: Heterogeneity and threshold effect test. Journal of cleaner production. https://doi.org/10.1016/j.jclepro.2020.124055

Marcon, A., Medeiros, J. F., & Ribeiro, J. L. D. (2017) Innovation and environmentally sustainable economy: identifying the best practices developed by multinationals in brazil. Journal Of Cleaner Production, [S.L.], (160), 83-97. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.jclepro.2017.02.101

Miralles-Quirós, J. (2018). The Value Relevance of Environmental, Social, and Governance Performance: the brazilian case. Sustainability, [S.L.], 10(3), 574. MDPI AG. http://dx.doi.org/10.3390/su10030574

Montoto, E. (2018). Contabilidade geral e avançada esquematizado. 5. ed. São Paulo: Saraiva Educação, 1120pp.

Murcia, F. D. R., & Dos Santos, A. (2009). Fatores determinantes do nível de disclosure voluntário das companhias abertas no Brasil. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 3(2), 72-95.

Murcia, F. Da-Ri, Fávero, L. P. L., Rover, S., Lima, G. A. S. F. De, & Lima, I. (2008). 'Disclosure Verde' nas demonstrações contábeis: características da informação ambiental e possíveis explicações para a divulgação voluntária. Revista UnB Contábil, 11(1-2), 260-278. Recuperado de https://www.revistacgg.org/contabil/article/view/21/49

Nascimento, E. B., Júnior (2018). Reflexos da divulgação de provisões e passivos contingentes ambientais no valor de mercado das empresas de alto potencial poluidor listadas na B3. Curso de Ciências Contábeis – UFB. Trabalho de conclusão de curso. Recuperado de https://repositorio.ufpb.br/jspui/handle/123456789/11929

Nogueira, L. R. T., Curi, M. A., & Nuintin, A. A. (2012). Relação da rentabilidade e da liquidez com o valor de mercado das empresas brasileiras de capital aberto: estudo do setor de energia elétrica. Revista de Administração da UEG, 8(2). Recuperado de https://www.revista.ueg.br/index.php/revista_administracao/article/view/243

Nossa, V. (2002). Disclosure ambiental: uma análise do conteúdo dos relatórios ambientais de empresas do setor de papel e celulose em nível internacional. Curso de contabilidade. Tese de doutorado, Universidade de São Paulo, SP, Brasil. Recuperado de https://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-21122005-101506/pt-br.php

Nunes, Z. S. (2021) Análise bibliométrica sobre contabilidade ambiental no período de 2009-2019.2021. 34 f. TCC (Graduação) - Curso de Ciências Contábeis, Universidade Federal do Tocantins Campus Universitário de Palmas, Palmas – To.

Nelling, E., & Webb, E. (2009). Corporate social responsibility and financial performance: the “virtuous circle” revisited. Review of Quantitative finance and accounting, 32(2), 197-209.

Odoemelam, N., & Okafor, R. (2018) The Influence of Corporate Governance on Environmental Disclosure of Listed Non-Financial Firms in Nigeria. Indonesian Journal of Sustainability Accounting and Management, [S.L.], 2(1), 25. Universitas Pasundan Kampus 2. http://dx.doi.org/10.28992/ijsam.v2i1.47

Pien, C.-P. (2020) Local environmental information disclosure and environmental non-governmental organizations in Chinese prefecture-level cities. Journal of Environmental Management, 275, 111225. https://doi.org/10.1016/j.jenvman.2020.111225

Plastina, E., & Silveira, E. S. (2017) Análise do cumprimento das exigências de reconhecimento, mensuração e evidenciação das provisões e passivos contingentes em companhias do varejo. Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. Recuperado de https://lume.ufrgs.br/handle/10183/182982

Plumlee, M., Brown, D., Hayes, R. M., R., & Marshall, S. (2015). Voluntary environmental disclosure quality and firm value: further evidence. Journal of Accounting and Public Policy, 34(4), 336-361. https://doi.org/10.1016/j.jaccpubpol.2015.04.004

Porter, M. E., & Kramer, M. R(2006). Strategy and society: The link between competitive advantage and corporate social responsibility. Harvard Business Review, 84(12), 78-92. Recuperado de https://hbr.org/2006/12/strategy-and-society-the-link-between-competitive-advantage-and-corporate-social-responsibility

Rezaee, Z. (2016). Business sustainability research: a theoretical and integrated perspective. Journal of Accounting Literature, [S.L.], 36, 48-64. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/j.acclit.2016.05.003

Rosa, B. B. da, & Souza, M. M (2017). Representatividade e nível de evidenciação das provisões e passivos contingentes fiscais nas companhias de capital aberto brasileiras. 7º Congresso UFSC de Iniciação Científica em Contabilidade, Florianópolis -SC. Recuperado de https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/184503

Rosa, F. S., Ensslin, S. R., & Ensslin, L. (2009). Evidenciação ambiental: processo estruturado de revisão de literatura sobre avaliação de desempenho da evidenciação ambiental. Sociedade, Contabilidade e Gestão, 4(2), 24-37. https://doi.org/10.21446/scg_ufrj.v4i2.13177

Rover, S., Borba, J. A., Dal-Ri Murcia, F., & Vicente, E. F. R (2008). Divulgação de informações ambientais nas demonstrações contábeis: um estudo estudo exploratório sobre o disclosure das empresas brasileiras pertecentes a setores de alto impacto ambiental. Revista de Contabilidade e Organizações, [S. l.], 2(3), 53-72. https://doi.org/10.11606/rco.v2i3.34713

Rover, S., Tomazzia, E. C., Murcia, F. D., & Borba, J. A. (2012) Explicações para a divulgação voluntária ambiental no Brasil utilizando a análise de regressão em painel. RAUSP Management Journal, 47(2), 217-230. https://doi.org/10.5700/rausp1035

Rufino, M. A., & Machado, M. R. (2015). Fatores Determinantes da Divulgação de Informações Voluntária Social: Evidências Empíricas no Brasil. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 9(4).

Rufino, M. A., & Monte, P. A. D. (2015). Fatores que explicam a divulgação voluntária das 100 empresas com ações mais negociadas na BM&FBovespa. Sociedade, Contabilidade e Gestão, 9(3).

Saeidi, S. P., Sofian, S., Saeidi, P., Saeidi, S. P., & Saaeidi, S. A. (215). How does corporate social responsibility contribute to firm financial performance? The mediating role of competitive advantage, reputation, and customer satisfaction. Journal of Business Research, 68(2), 341-350. https://doi.org/10.1016/j.jbusres.2014.06.024

Schober, P., Boer, C., Schwarte, L. A. (2018). Correlation Coefficients. Anesthesia & Analgesia, [S.L.], 126(5), 1763-1768. Ovid Technologies (Wolters Kluwer Health). http://dx.doi.org/10.1213/ane.0000000000002864

Silva, T. S., Carraro, W. B., & Silva, L. M. (2014) Análise do cumprimento das exigências de reconhecimento, mensuração e divulgação das provisões e passivos contingentes em empresas de mineração, siderurgia e metalurgia. Revista ConTexto, Porto Alegre, 14(27), 89-103.

Silva, V. M., Nascimento, E. B., Jr., & Araújo, R. A. M. (2018). Reflexos da Divulgação de Provisões e Passivos Contingentes Ambientais no Valor de Mercado das Empresas de Alto Potencial Poluidor Listadas na B3. In: Congresso UFPE De Ciências Contábeis, Não use números Romanos ou letras, use somente números Arábicos., 2018, Pernambuco. Anais [...] . Pernambuco: Ufpe. 3, 1-16.

Solikhah, B., & Maulina, U. (2021) Factors influencing environment disclosure quality and the moderating role of corporate governance. Cogent Business & Management, [S.L.], 8,(1), 1876543. http://dx.doi.org/10.1080/23311975.2021.1876543

Sousa, C. B., Silva, A. F., Ribeiro, M. S., & Weffort, E. F. J. (2014). Valor de mercado e disclosure voluntário: estudo empírico em companhias listadas na BM&FBOVESPA. Revista Ambiente Contábil - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, 6(2), 94-115. Recuperado de: https://periodicos.ufrn.br/ambiente/article/view/4886

Stulz, R. (1990). Managerial discretion and optimal financing policies. Journal Of Financial Economics, [S.L.], 26(1), 3-27. Elsevier BV. http://dx.doi.org/10.1016/0304-405x(90)90011-n

Tang, Y., Yang, R., Chen, Y., Du, M., Yang, Y., & Miao, X. (2020). Greenwashing of Local Government: The Human-Caused Risks in the Process of Environmental Information Disclosure in China. Sustainability. 12(16), 6329. https://doi.org/10.3390/su12166329

Tzouvanas, P., Kizys, R., Chatziantoniou, I., & Sagitova, R. (2020). Environmental disclosure and idiosyncratic risk in the European manufacturing sector. Energy Economics, [S.L.], 87, 104715. http://dx.doi.org/10.1016/j.eneco.2020.104715

Zhang, Y., Xing, C., & Wang, Y. (2020). Does green innovation mitigate financing constraints? Evidence from China’s private enterprises. Journal of Cleaner Production, [S.L.], 264, 121698. http://dx.doi.org/10.1016/j.jclepro.2020.121698

Publicado

2021-11-16

Como Citar

Souza, J. A. C. de, Machado, B. C. F., Cunha, R. de S. ., Oliveira, M. C. F. de ., & Oliveira, P. W. S. de . (2021). ANÁLISE SOBRE A DIVULGAÇÃO DE PROVISÕES E PASSIVOS CONTINGENTES AMBIENTAIS NO VALOR DE MERCADO DAS EMPRESAS DE ALTO POTENCIAL POLUIDOR LISTADAS NA BOLSA DE VALORES: ANALYSIS ON THE DISCLOSURE OF ENVIRONMENTAL PROVISIONS AND CONTINGENT LIABILITIES IN THE MARKET VALUE OF HIGH POLLUTING POTENTIAL COMPANIES LISTED ON THE STOCK EXCHANGE. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 7(5), 65–81. https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i5.36785

Edição

Seção

ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE - SUSTAINABILITY ENGINEERING

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)