Figuras na Paisagem e Circuladô, de André Parente

Cinema, Arte e Tecnologia

Autores

  • Natasha Marzliak PUC-Campinas

DOI:

https://doi.org/10.47456/rf.v1i22.30930

Palavras-chave:

Cinema, Arte contemporânea, Novas Tecnologias, André Parente

Resumo

Na diluição das fronteiras entre as linguagens da arte e do cinema e usando sistemas de programação, André Parente cria ambientes de realidade virtual. À luz de uma ética pautada na modificação de antigos e construção de novos territórios, seu trabalho compreende conceitos e práticas que se iniciam no pré-cinema e que se alongam e se atualizam no pós-cinema. Na integralidade do dispositivo gesto do artista-obra-recepção e o conjunto de seus aspectos éticos, estéticos e poéticos, investiga-se suas práticas transmidiáticas, representadas aqui pelos trabalhos “Figuras na Paisagem” e “Circuladô”, num movimento dialético com a estética da arte, sobretudo por meio de interfaces filosóficas que operam em sistemas de redes transdisciplinares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natasha Marzliak, PUC-Campinas

Professora de Artes Visuais da PUC-Campinas no Centro de Linguagem e Comunicação, doutora em Multimeios e Arte na UNICAMP, com sanduíche (CAPES) em Cinema e Audiovisual na Université Panthéon-Sorbonne - Paris 1, mestra em Cultura Audiovisual e Mídia, bacharel e licenciada em Artes Visuais. Como formação complementar, estudou Vídeo, Fotografia e Multimídia na École Supérieure d?Arts de Grenoble, História da Arte Moderna e Contemporânea, Literatura Francesa e Cinema Francês na Université Paul Valéry - Montpellier 3. Artista visual e pesquisadora, vem atuando nas áreas de curadoria, concepção, produção e pós-produção de projetos audiovisuais que estão nos cruzamentos da arte contemporânea com o cinema, o vídeo e as novas tecnologias.

Referências

DELEUZE, Gilles. Qu'est-ce qu'un disposif? In Michel Foucault philosophe. Rencontre internationale. Paris 9, 10, 11 janvier 1988. Paris, Seuil. 1989.

___ Cinema II - Imagem-tempo. Trad. Eloisa de Araujo Ribeiro. Sao Paulo: Editora Brasiliense, 1990.

DUBOIS, Philippe. Movimentos Improváveis: o efeito cinema na arte contemporânea. Catálogo da exposição. Rio de Janeiro : BB, 2003.

MACIEL, Katia (org.). Transcinemas. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2009.

___ Entrevista para autor(a) do artigo. Rio de Janeiro, 2015.

MORSE, Margareth. Video installation art: the body, the image, and the space-in-between. In Hall, Doug e Sally Jo Fifer (org.). Illuminating Video – an Essential Guide to Video Art. New York: Aperture, 1990.

MOTTA, Débora. Visorama: um novo conceito de audiovisual. Texto sobre a exposição "Oi Futuro”, Flamengo, Rio de Janeiro, de 28/05/2010. Disponível em: http://www.faperj.br/?id=1726.2.4. Último acesso em 15 de maio de 2019.

___ A arte do observador. Revista FAMECOS (Mídia, Cultura e Tecnologia), Porto Alegre, v. 6, no 11, 1999B, p. 124-129. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/3058. Acesso em: 27 maio 2019.

___ Imagens que a razão ignora: a imagem de síntese e a rede como novas dimensões comunicacionais. Revista Galáxia. Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica, São Paulo, n4, 2002, p.113-123. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/galaxia/article/view/1280/781. Último acesso em: 25 março 2019.

___ A forma cinema: variações e rupturas. In: MACIEL, Katia (Org.). Transcinemas. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2009, p. 23-47.

___ e CARVALHO, Victa. Entre cinema e arte contemporânea. Revista Galáxia. Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica, São Paulo, no 17, pp. 27-40, jun. 2009.

___ O Visorama: dispositivo de cinema expandido, imersivo e interativo. Ci.Inf., Brasília, DF, v.43 n.3, p.15-32, set./dez. 2014A.

___ Entrevista concedida a Galeria Mamute ocasião da exposição coletiva GIRO, que ocorreu de abril a maio de 2014, sob curadoria de André Parente, 2014B

___ O Espectro Cinematográfico (2014C), Aula V: Visões panorâmicas, com André Parente (UFRJ, BRA). Curso ocorrido no Museu de Arte do Rio de Janeiro, em 2014. Disponível em: www.museudeartedorio.org.br. Último acesso em: 09 Jul. 2019.

WHEELWRIGHT, Philip. The Presocratics, Indianapolis: Bobbs- Merrill, 1960.

Downloads

Publicado

2020-10-26

Como Citar

Marzliak, N. (2020). Figuras na Paisagem e Circuladô, de André Parente: Cinema, Arte e Tecnologia. Revista Farol, 16(22), 93–105. https://doi.org/10.47456/rf.v1i22.30930

Edição

Seção

Seção Temática