Império e imagem do poder na Antiguidade Tardia: o 'De regno', de Sinésio de Cirene, entre o 'Dominato' e o Principado

Autores

  • Cesar Luiz Jerce da Costa Junior Universidade Federal do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.17648/rom.v0i17.34584

Palavras-chave:

Sinésio de Cirene, Imagem, Poder, Dominato, Principado

Resumo

Este artigo apresenta algumas considerações acerca da construção da imagem do poder e conduta principesca pensada por Sinésio de Cirene em seu tratado De regno, redigido durante sua estadia na corte do imperador Arcádio. Sinésio se apresenta como um autor helenístico por excelência, mesclando elementos políticos e filosóficos num mosaico de ideias com o propósito reformador de reestabelecer a majestade do Império. A partir do texto do autor, defendemos a seguinte conclusão: a nova imagem do poder oferecida a Arcádio passava pelo afastamento do Dominato e pela reaproximação com o modelo do Principado dos primeiros séculos da Era Cristã.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Documentação textual

AMMIANUS MARCELLINUS. History: Books 20-26. Translated by J. C. Rolfe. Cambridge: Harvard University Press, 1940. v. 2.

AURÉLIO VICTOR. Libro de los Césares. Traducción de Emma Falque. Madrid, 2008.

CÍCERO. Sobre el orador. Traducción de José Javier Isso. Madrid: Gredos, 2002.

DIO CÁSSIO. Roman History. Translated by Earnest Cary. Cambridge: Harvard University Press, 1914. v. VIII e IX.

EUTRÓPIO. Breviario. Traducción de Emma Falque. Madrid, 2008.

PROSOPOGRAPHIA IMPERII ROMANII. Berlin: Walter de Gruyter, 2006. v. I e II.

SÊNECA. Tratado sobre a clemência. Tradução de Ingeborg Braren. Petrópolis: Vozes, 1990.

SINÉSIO DE CIRENE. Cartas. Traducción de Francisco Antônio García Romero. Madrix: Gredos, 1995.

SINÉSIO DE CIRENE. Himnos e Tratados. Traducción de Francisco Antônio García Romero. Madrix: Gredos, 1993.

SUETÔNIO. Vidas de los doce Césares. Traducción de Rosa Acudo Cubas. Madrid: Gredos, 1992. v. I e II.

TACIANO. Oratio ad graecos and fragments. Translated by Molly Whittaker. Oxford: Clarendon Press, 1982.

VELLEIUS PATERCULUS AND RES GESTAE DIVI AUGUSTI. Translated by Frederick W. Shipley. Cambridge: Loeb Classical Library, 1924.

ZÓSIMO. Nueva História. Traducción de José M. Candau Morón. Madrid: Gredos, 1992.

Obras de apoio

AYALA, R. S. Los “espejos de príncipe” en el mundo bizantino como continuidad de la tradición retórico-política isocrática. 2008. Tese (Doutorado) – Faculdad de Filosofía e Letras, Universidad de Granada, Granada, 2008.

BARNES, T. D. Synesius in Constantinople. Greek, Roman, and Byzantine Studies, v. 27, n. 1, 1986, p. 93-112.

BLÁSQUEZ MARTÍNEZ, J. M. Sinesio de Cirene, intelectual. La escuela de Hypatia em Alejandría. Gerión, v. 22, n. 1, p. 403-419, 2004.

BREGMAN, J. Synesius of Cyrene. Los Angeles: University of California Press, 1982.

BROWN, P. O fim do mundo clássico: de Marco Aurélio a Maomé. Lisboa: Verbo, 1972.

CAMERON, A; LONG, J. Barbarians and politics at the court of Arcadius. Los Angeles: University of California Press, 1993.

EHRHARDT, M. Geração intelectual e o poder: trajetórias na Antiguidade. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA, V., 2011, Maringá. Anais... Maringá, 2011, p. 2451-2458.

EHRHARDT, M; ANTIQUEIRA. Apresentação. Espaço Plural, v. 15, n. 30, p. 8-10, 2014.

FARIAS JÚNIOR, J. P. A construção literária dos germânicos por Sinésio de Cirene. Classica, v. 26, n. 2, p. 29-53, 2013.

FARIAS JUNIOR, J. P. Discurso, retórica e poder na Antiguidade Tardia: a construção do ethos político em Sinésio de Cirene. 2012. Tese (Doutorado em História) – Faculdade de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Estadual Paulista, Franca, 2012.

FARIAS JUNIOR, J. P. Mito e história na Antiguidade Tardia: um estudo a partir de Sinésio de Cirene em De regno. Fronteiras e Debates, v. 1, n. 2, p. 141-163, 2014.

FRIGHETTO, R. Antiguidade Tardia: Roma e as monarquias romano-bárbaras numa época de transformações. Curitiba: Juruá, 2012.

HADOT, P. Exercícios espirituais e filosofia antiga. São Paulo: É Realizações, 2014.

HEATHER, P. The anti-Scythian tirade of Synesius’ De Regno. Phoenix, v. 42, n. 2, p. 152-172, 1988.

HEATHER, P; MONCUR, D. Politics, philosophy, and Empire in the Fourth Century. Liverpool: Liverpool University Press, 2001.

HIDALGO DE LA VEGA, M. J. El intelectual, la realeza y el poder político em el Império Romano. Salamanca: Universidad de Salamanca, 1995.

JURADO, E. R. Paideia griega y fe cristiana em Sinesio de Cirene. Habis, n. 23, p. 247-261, 1992.

KENT, J. P. C.; CARSON, R. A. G. Roman Imperial Coinage. London: Spink & Son, 1994. v. X.

KOSELLECK, R, et al. O conceito de História. São Paulo: Autêntica, 2013.

LIEBESCHUETZ, J. H. Barbarians and bishops: Army, Church, and State in the Age of Arcadius and Chrysostom. Oxford: Clarendon Press, 1990.

LÓPEZ, J. M. Juego de bárbaros: las intrigas em la corte de Arcadio que supusieron el exilium de los magistrados Aureliano y Saturnino y del confidente Juan. Polis, n. 26, p. 107-120, 2014.

LOT. F. O fim do Mundo Antigo e o princípio da Idade Média. Coimbra: Edições 70, 2008.

MACHADO, C. A. R. A Antiguidade Tardia, a queda do Império Romano e o debate sobre o “fim do mundo antigo”. Revista Brasileira de História, n. 173, p. 81-114, 2015.

MARROU, H. Decadência romana ou Antiguidade Tardia? Lisboa: Aster, 1979.

MARROU, H. História da educação na Antiguidade. São Paulo, EPU, 1975.

MARROU, H. Sinesio di Cirene e il neoplatonismo alessandrino. In: MOMIGLIANO, A. (org.). Il conflito tra paganesimo e cristianesimo nel secolo IV. Torino: Einaudi, 1968, p. 140-164.

MATHISEN, R. W. Concepts of citizenship. In: JOHNSON, S. F. (ed.). The Oxford Handbook of Late Antiquity. Oxford: Oxford University Press, 2012, p. 744-763.

MENDES, N. M. O sistema político do principado. In: SILVA, G. V.; MENDES, N. M. (org.). Repensando o Império Romano. Rio de Janeiro: Mauad, 2006.

MILLAR, F. The emperor in the Roman World. Londres: Duckworth, 1977.

PETKAS, A. The king in words: performance and fiction in Synesius’ De Regno. American Journal of Philology, v. 139, n. 1, p. 123-151, 2018.

PRICE, S. R. F. Rituals and power: the Roman imperial cult in Asia Minor. Cambridge: Cambridge University Press, 1984.

SILVA, G. V. A Relação Estado/Igreja no Império Romano (séculos III e IV). In: SILVA, G. V; MENDES, N. M. (org.). Repensando o Império Romano. Rio de Janeiro: Mauad, 2006, p. 241-266.

SILVA, G. V. Constâncio II e os rituais da Basileia. Phoînix, v. 7, n. 1, p. 163-179, 2001.

SILVA, G. V. Cristianismo e helenismo na Antiguidade Tardia: uma abordagem à luz dos mosaicos de Antioquia. Diálogos Mediterrânicos, n. 5, p. 64-80, 2013.

SILVA, G. V; MENDES, N. M. Diocleciano e Constantino: a construção do Dominato. In: SILVA, G. V; MENDES, N. M. (org.). Repensando o Império Romano. Rio de Janeiro: Mauad, 2006, p. 193-222.

SILVA, P. D. O debate historiográfico sobre a passagem da Antiguidade à Idade Média: considerações sobre as noções de Antiguidade Tardia e Primeira Idade Média. Signum, v. 14, n. 1, p. 73-91, 2013.

SUTHERLAND, C. H. V.; CARSON, R. A. G. The Roman Imperial coinage. London: Spink & Son, 1984. v. 1.

VENDRAMINI, D. S. Paideia y poder imperial em Amiano Marcelino. Espaço Plural, v. 14, n. 30, p. 48-61, 2004.

VEYNE, P. Pão e circo. São Paulo: Editora da Unesp, 2014.

ZÉTOLA, B. Política externa e relações diplomáticas na Antiguidade Tardia. Curitiba: Editora da UFPR, 2012.

Downloads

Publicado

2021-09-25

Como Citar

JERCE DA COSTA JUNIOR, C. L. Império e imagem do poder na Antiguidade Tardia: o ’De regno’, de Sinésio de Cirene, entre o ’Dominato’ e o Principado. Romanitas - Revista de Estudos Grecolatinos, [S. l.], n. 17, p. 70–90, 2021. DOI: 10.17648/rom.v0i17.34584. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/romanitas/article/view/34584. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: Imagens do poder e poder das imagens no Mundo Romano