A escalada dos imperadores proscritos: Estado, conflito e usurpação na Antiguidade Tardia (285-395)

Autores

  • Larissa Rodrigues Sathler Universidade Federal Do Espírito Santo

DOI:

https://doi.org/10.17648/rom.v0i17.35531

Palavras-chave:

Antiguidade Tardia, Usurpações, Estado, Conflito

Resumo

Resenha de: SILVA, Gilvan Ventura da. A escalada dos imperadores proscritos: Estado, conflito e usurpação na Antiguidade Tardia (285-395). Vitória: GM Editora, 2018. 166 p.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

SEIBEL, S. Typologische Untersuchungen zu den Usurpationem de Spätantike. 2004. Tese (Doutorado em Humanidades) – Programa de Pós-Graduação em Humanidades da Univesität Duisburg-Essen, 2004.

SILVA, E. C. M. da. Prefácio. In: SILVA, G. V. da. A escalada dos imperadores proscritos: Estado, conflito e usurpação na Antiguidade Tardia (285-395). Vitória: GM Editora, 2018, p. 11-24.

SILVA, G. V. da. A escalada dos imperadores proscritos: Estado, conflito e usurpação na Antiguidade Tardia (285-395). Vitória: GM Editora, 2018.

SZIDAT, J. Usurper tanti nominis: Kaiser Und Usurpator in der Spätantike (337-476 Chr.). Stuttgart: Steiner, 2010.

Downloads

Publicado

2021-09-25

Como Citar

SATHLER, L. R. A escalada dos imperadores proscritos: Estado, conflito e usurpação na Antiguidade Tardia (285-395). Romanitas - Revista de Estudos Grecolatinos, [S. l.], n. 17, p. 199–206, 2021. DOI: 10.17648/rom.v0i17.35531. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/romanitas/article/view/35531. Acesso em: 27 nov. 2021.

Edição

Seção

Resenhas