TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS EM TEMPOS DE PANDEMIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA

EDUCATIONAL TECHNOLOGIES IN PANDEMIC TIMES: EXPERIENCE REPORT

Autores

Palavras-chave:

Infecções por Coronavirus, Pandemias, Tecnologia Educacional, Educação a Distância

Resumo

O surto do vírus SARS-CoV-2 causador da pandemia do COVID-19 colocou todos os países do mundo em situação de emergência e alerta, implementando medidas de controle, como, isolamento social e fechamento de unidades, sendo o âmbito escolar um espaço de risco potencial de transmissão. Desta forma, o objetivo deste trabalho consiste em relatar a experiência dos membros do Grupo de Inovações Tecnológicas no Ensino Superior: desafios contemporâneos da Faculdade Santa Maria, frente ao uso de tecnologias em favor da educação durante a pandemia do COVID-19. Trata-se de um estudo descritivo, narrativo do tipo relato de experiência, realizado em uma faculdade privada situada na região do alto sertão paraibano. O trabalho surgiu com o intuito de demonstrar a experiência da utilização de tecnologias na continuidade do processo avaliativo do semestre letivo de 2020.1 e 2020.2, que teve início desde o dia 17 de março, onde todas as atividades presenciais da instituição foram suspensas, se estendendo até os dias atuais, bem como a percepção da realização de avaliações de aprendizagem via tecnologia remota. Durante a implantação da educação remota na instituição, o grupo desenvolveu várias atividades para dar suporte a professores e alunos que não possuíam domínio de várias ferramentas tecnológicas. A utilização das aulas remotas proporcionou benefícios e desafios entre a população acadêmica, visto que essa ferramenta foi a única forma para dar continuidade ao período letivo, no entanto dificuldades como não ter acesso a internet, dificuldade para se concentrar durante as aulas, entre outros aspectos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ankilma do Nascimento Andrade Feitosa, Faculdade Santa Maria, Cajazeiras

Doutora em Ciências da Saúde pela Faculdade de Medicina do ABC – FMABC, Especialista em Auditoria em Serviços de Saúde – FACISA, Mestre em enfermagem – UFPB, Graduada em Enfermagem – FAZER, Licenciada em Enfermagem – UFPB, Docente da Faculdade Santa Maria, Cajazeiras, PB, Brasil.

Ingridy Michely Gadelha do Nascimento, Faculdade Santa Maria, Cajazeiras

Graduanda em Enfermagem pela Faculdade Santa Maria - (FSM), Cajazeiras, Paraíba. Faz parte do Projeto Gráfico e Diagramação da Revista Interdisciplinar em Saúde - (RIS). Atualmente é membro do grupo de pesquisa Inovações Tecnológicas no Ensino Superior: Desafios Contemporâneos e de estudos e pesquisa na área da saúde do idoso. Na atuação acadêmica foi monitora da disciplina de Fundamentos do Cuidar em Enfermagem I para o curso de Enfermagem, e participou de dois projetos de extensão da Faculdade Santa Maria. Foi palestrante em escolas de rede municipal e estadual. Ministrou minicursos sobre a construção de trabalhos científicos e manuseio da plataforma Lattes abertos ao público geral. Atuou na comissão organizadora do XVI Encontro Acadêmico do Nordeste (XII Encontro de Iniciação Científica, II Seminário do Pacto de Educação em Direitos Humanos) promovido pela FSM e na Monitoria do V Congresso Brasileiro de Urgência e Emergência promovido pela ASPEPB.

Raimunda Leite de Alencar Neta, Faculdade Santa Maria, Cajazeiras

Graduanda em Enfermagem pela Faculdade Santa Maria (FSM), Cajazeiras, Paraíba. Membro da Comissão de Escrita Científica (CEsC) da Faculdade Santa Maria; Membro do <a href=&quot;http://revistafsm.fsm.edu.br/index.php/revistainterdisciplinar/about/editorialTeam&quot; target=&quot;_blank&quot;>Projeto Gráfico e Diagramação da Revista Interdisciplinar em Saúde (RIS)</a>; e Membro da <a href=&quot;https://www.fsm.edu.br/sobre-nos/comissao-propria-de-avaliacao-cpa/&quot; target=&quot;_blank&quot;>Comissão Própria de Avaliação (CPA)</a>. Na atuação acadêmica participa do projeto de pesquisa &quot;Saúde, Gênero e Sexualidade das Pessoas Privadas de Liberdade&quot;; É membro do <a href=&quot;http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/534180&quot; target=&quot;_blank&quot;>Grupo de Inovações tecnológicas no ensino superior: desafios contemporâneos</a>. E faz parte do <a href=&quot;http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/246603&quot; target=&quot;_blank&quot;>Grupo de Estudos e Pesquisa na Área da Saúde do Idoso</a>. Atualmente é monitora da disciplina Fundamentos do Cuidar em Enfermagem I. Já atuou como colaboradora na coordenação de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) da Faculdade Santa Maria; Ministrou minicursos voltados para a inovação tecnológica; Foi monitora da disciplina de Imunologia Básica para os cursos de: Biomedicina, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Nutrição e Odontologia; Foi membro no projeto de extensão &quot;Qualidade de Vida no Trabalho&quot;; E participou do projeto de pesquisa &quot;Uso de Plantas Medicinais e Aromáticas ao Uso em Animais em Estudos não Clínicos&quot;. Durante participação em eventos científicos ganhou premiação a nível nacional. Atua principalmente nas seguintes áreas: Promoção da Saúde, Educação em Saúde, Imunologia, Sexo e Sexualidade e Oncologia

Matheus Tavares Alencar, Faculdade Santa Maria, Cajazeiras

Graduação em andamento em Enfermagem.  Faculdade Santa Maria de Cajazeiras, FSM, Brasil.

Mariana Machado Leite Tavares, Faculdade Santa Maria, Cajazeiras

Possui graduação em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pelo Centro Universitário Dr. Leão Sampaio (2016)

Elisangela Vilar de Assis, Faculdade Santa Maria, Cajazeiras

Doutora em Ciências pela Faculdade de Medicina do ABC, Mestre em Ciências da Nutrição pela Universidade Federal da Paraíba, Especialista em Fisioterapia em Terapia Intensiva pela ASSOBRAFIR, graduada em Fisioterapia pelo Centro Universitário de João Pessoa. Atualmente é professora da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) do Centro de Formação de Professores/Campus Cajazeiras - PB. Professora da unidade curricular Anatomia Humana dos cursos de graduação em Medicina e Ciências Biológicas. Desenvolve pesquisa nas áreas das doenças crônicas não transmissíveis, doenças respiratórias e atividade física.

Referências

Alves, L. (2020). Educação remota: entre a ilusão e a realidade. Interfaces Científicas-Educação, 8(3), 348-365.

Arruda, E. P. (2020). Educação Remota Emergencial: elementos para políticas públicas na educação brasileira em tempos de Covid-19. Revista de Educação a Distância, 7(1), 257-275.

Barbosa, A. M., Viegas, M. A. S., & Batista, R. L. N. F. F. (2020). Aulas Presenciais em Tempos de Pandemia: relatos de experiências de professores do nível superior sobre as aulas remotas. Revista Augustus, 25(51), 255-280.

Brasil. Ministério da Educação (2020). Portaria nº 345, de 19 de Março de 2020. Brasília, DF.

Carneiro, L. A., Rodrigues, W., França, G., & Prata, D. N. (2020). Uso de tecnologias no ensino superior público brasileiro em tempos de pandemia COVID-19. Research, Society and Development, 9(8), e267985485-e267985485.

Hodges, C., Moore, S., Lockee, B., Trust, T., & Bond, A. (2020). The difference between emergency remote teaching and online learning. EducauseReview, 27.

IBGE. (2018). Síntese de Indicadores Sociais-2018.

Jowsey, T., Foster, G., Cooper-Ioelu, P., & Jacobs, S. (2020). Blendedlearning via distance in pre-registrationnursingeducation: A scopingreview. Nurse education in practice, 44, 102775.

Lima, A. R. (2020). Tecnologia na Educação em Tempos de Quarentena. Revista Científica e-Locução, 1(17), 5-5.

Martins, R. X. (2020). A covid-19 e o fim da educação a distância: um ensaio. EmRede-Revista de Educação a Distância, 7(1), 242-256.

Moreira, J. A., Henriques, S., & Barros, D. M. V. (2020). Transitando de um ensino remoto emergencial para uma educação digital em rede, em tempos de pandemia.Dialogia, 351-364.

Oliveira, E. O., Freitas, T. C., de Sousa, M. R., Mesquita, N. C. D. S. G., Almeida, T. R., Dias, L. C., & Ferreira, A. P. M. (2020). A educação a distância (EaD) e os novos caminhos da educação após a pandemia ocasionada pela Covid-19. BrazilianJournalofDevelopment, 6(7), 52860-52867.

Oliveira, W. A., & Chaves, S. N. (2020). Os desafios da gestão do ensino superior durante a pandemia da covid-19: uma revisão bibliográfica. Revista de Saúde-RSF, 7(2).

Senhoras, E. M. (2020). Coronavírus e Educação: Análise dos Impactos Assimétricos.Boletim de Conjuntura (BOCA), 2(5), 128-136.

Silva, A. F. D., Estrela, F., Lima, N. S., & Abreu, C. T. D. A. (2020). Saúde mental de docentes universitários em tempos de pandemia. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 30, e300216.

Silva, P. S. (2015). Políticas de acesso à Internet no Brasil: indicadores, características e obstáculos. Cadernos Adenauer XVI, 3, 151-171.

Spinelli, A., & Pellino, G. (2020). COVID‐19 pandemic: perspectives onanunfoldingcrisis. The British journalofsurgery.

Publicado

2020-09-28

Como Citar

Feitosa, A. do N. A. ., Nascimento, I. M. G. do ., Alencar Neta, R. L. de ., Alencar, M. T. ., Tavares, M. M. L. ., & Assis, E. V. de . (2020). TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS EM TEMPOS DE PANDEMIA: RELATO DE EXPERIÊNCIA: EDUCATIONAL TECHNOLOGIES IN PANDEMIC TIMES: EXPERIENCE REPORT. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 6(6), 166–172. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/bjpe/article/view/32539

Edição

Seção

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO NA SAÚDE - TECHNOLOGY AND INNOVATION IN HEALTH

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)