O IMPACTO DO TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE EM UMA EMPRESA DE TRANSPORTE URBANO

Autores

  • Rodolfo dos Reis Pereira Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo, Departamento de Engenharias e Tecnologia. Rodovia BR 101 Norte, Km 60, Bairro Litorâneo, CEP, São Mateus, Espírito Santo, Brasil. Fone/Fax: 55 27 3312-1710
  • Rodrigo Randow de Freitas Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo, Departamento de Engenharias e Tecnologia. Rodovia BR 101 Norte, Km 60, Bairro Litorâneo, CEP, São Mateus, Espírito Santo, Brasil. Fone/Fax: 55 27 3312-1710
  • Gilson Viana da Silva Universidade Federal do Espírito Santo, Centro Universitário Norte do Espírito Santo, Departamento de Engenharias e Tecnologia. Rodovia BR 101 Norte, Km 60, Bairro Litorâneo, CEP, São Mateus, Espírito Santo, Brasil. Fone/Fax: 55 27 3312-1710

DOI:

https://doi.org/10.0001/EO31

Resumo

Atualmente as organizações estão buscando cada vez mais se informar e se destacar no mercado devido à grande competitividade, e para que se obtenham melhores resultados, é importante investir no potencial humano.

Silva (2008) diz que em uma época onde não se mantém resultados
diferenciados sem ter desempenho proporcional, é muito importante valorizar e avaliar o desempenho das pessoas, pois com isso se pode identificar causas de desempenho deficiente e insatisfatório e possibilita correção com a participação do funcionário avaliado. É preciso que sejam obtidos novos conceitos e inseridos novos modelos de gestão voltados singularmente para o desenvolvimento humano.

Ultimamente um problema muito comum, porém pouco conhecido até então, vem sendo identificado em adultos, o que antes se achava que era apenas problema de crianças, é o caso da desatenção, hiperatividade, impaciência, impulsividade, dentre outros que são sintomas comuns do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade, ou TDAH (Barkley, 2002).

Assim, estão cada vez mais recorrentes os profissionais que apresentam esses sintomas e, em uma empresa, um profissional que apresente o TDAH se não for bem orientado, encontrará dificuldades em atividades diárias do trabalho (Rego, 2013).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARKLEY, R.A. (2002) - Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH): guia completo e autorizado para os pais, professores e profissionais da saúde. Porto Alegre: Artmed. Tradução de: Luís Sérgio Roizman.

MATTOS, P. et al. (2006) - Adaptação transcultural para o português da escala Adult Self-Report Scale para avaliação do transtorno de déficit de atenção/hiperatividade (TDAH) em adultos. Revista de Psiquiatria Clínica, São Paulo, v. 33, n. 4, p.188-194.

REGO, G.L.D. (2013) - Tdah em executivos. Disponível em:
<http://www.dino.com.br/releases/tdah-em-executivos-dino8902484131>. Acesso em: 4 ago. 2013.

SILVA, M. (2008) - Importância da avaliação de desempenho. Disponível em: <http://www.artigonal.com/gestao-artigos/importancia-da-avaliacao-de-desempenho-663720.html>. Acesso em: 4 ago. 2013.

Downloads

Publicado

2015-11-06

Como Citar

Pereira, R. dos R., Freitas, R. R. de, & Silva, G. V. da. (2015). O IMPACTO DO TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE EM UMA EMPRESA DE TRANSPORTE URBANO. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 1(1), 1–3. https://doi.org/10.0001/EO31

Edição

Seção

ENGENHARIA ORGANIZACIONAL - ORGANIZATIONAL ENGINEERING