Análise de um projeto de negócio de um salão de beleza - Um Estudo De Caso

Autores

  • Dionefer Perim Peixoto Universidade Federal do Espirito Santo - UFES Centro Universitário Norte do Espírito Santo - CEUNES
  • Rodrigo Randow de Freitas Universidade Federal do Espirito Santo - UFES Centro Universitário Norte do Espírito Santo - CEUNES

DOI:

https://doi.org/10.0001/v3n2_9

Resumo

Resumo: atualmente o Brasil é o terceiro país no mundo em consumo de produtos de beleza, o mercado de estética vem apresentando taxas de crescimento anuais muito positivas, além disso os custos para abrir Salão de Beleza se mostram relativamente mais baixos do que outros investimentos do mercado. No entanto 58% das empresas de pequeno porte fecharam as portas antes de completar cinco anos, em grande parte por falta de capacidade administrativa dos empreendedores. Este artigo pretende auxiliar os micro e pequeno empreendedor, que desejam abrir um salão de beleza ou mesmo a aqueles que já o possuem, a gerenciar corretamente seu empreendimento utilizando para isso conceitos de gestão aplicados e auxiliando os empreendedores a criar seu próprio plano de negócio possibilitando assim conseguir um melhor desempenho da empresa no mercado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES, Aretusa et al. Análise e venda de produtos: um estudo com salão de beleza em Florianópolis, Santa Catarina. 2012.
ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE INDÚSTRIA DE HIGIENE PESSOAL, PERFUMARIA E COSMÉTICOS. Panorama do setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos. 2010. Disponível em: <http://www.abihpec.org. br/conteudo/Panorama_do_setor_20092010_Portugues_12_04_10.pdf>. Acesso em: 04 julho. 2015.
ATKINSON, Anthony et al. Contabilidade gerencial; trad. André Olímpio Nosselman Du Chenoy Castro. São Paulo: Atlas, 2000.
BATESON, J. E. G.; HOFFMAN, K. Douglas. Marketing de Serviços. Traduzido por Lúcia Simonini. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001. 834 p.
BRASIL. Economia e Emprego, 2012. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2012/02/sobrevivencia-e-mortalidade
CHIAVENATO, Idalberto. Administração dos Novos Tempos. Ed. Elsevierrio de Janeiro.2004
CLAUDINO, Tiago Bomfim. BARREIRAS À INOVAÇÃO NA MICRO E PEQUENA EMPRESA PICOENSE.X Semana de iniciação Ciência da faculdade R.SÁ. 2016
DA SILVA, Alice. A EVOLUÇÃO DO SETOR DE BELEZA E A QUALIFICAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA ÁREA. Revista Terceiro Setor & Gestão-UNG, v. 9, n. 1, p. 05-17, 2016.
DE CAMPOS, JOSÉ GUILHERME FERRAZ et al. As pequenas e médias empresas no Brasil e na China: uma análise comparativa. 2008.
DE LIMA SOLDATTI, Liziane; BICHUETI, Roberto Schoproni. MODELO DE NEGÓCIO DE UM SALÃO DE BELEZA: UMA ANÁLISE COM BASE NO BUSINESS MODEL CANVAS BUSINESS MODEL OF A BEAUTY SALON: AN ANALYSIS BASED ON THE BUSINESS MODEL CANVAS, 2014.
DE OLIVEIRA, Andréa Gomes; HORIZONTE, Belo. Viabilidade de abertura de uma empresa no ramo de beleza e estética. 2011.
DE OLIVEIRA LIMA-FILHO , Dario et al. As necessidades dos clientes de salão de beleza: uma análise sob a ótica dos 7Ps. Revista Ciências Administrativas, v. 18, n. 1, 2012.
DE VASCONCELOS, Antonelyr Maria Barbosa. A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL E DO NOVO CONTADOR PARA A ADMINISTRAÇÃO. 2001.

DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. 2 ed., Rio de Janeiro: Elsevier, 2005.
DUMINELLI, Fernanda Pedro. Plano de negócios: estudo da viabilidade econômica e financeira para abertura de um salão de beleza no município de Forquilhinha–Santa Catarina. 2012.

FERREIRA, Luis Fernando Filardi et al. Análise quantitativa sobre a mortalidade precoce de micro e pequenas empresas da cidade de São Paulo. Gestão e Produção, v. 19, n. 4, p. 811-823, 2012.
FILION, Louis Jacques. Empreendedorismo: empreendedores e proprietários-gerentes de pequenos negócios. Revista de administração, v. 34, n. 2, p. 5-28, 1999.
GREATTI, Ligia; SENHORINI, Vilma Meurer. Empreendedorismo–uma visão comportamentalista. I ENCONTRO, v. 2000, n. 1518-4382, p. 22-34, 2000.
GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.INSTITUTO JONES DOS SANTOS NEVES. Perfil da pobreza no Espírito Santo: famílias inscritas no cadúnico. Vitória: 2010. 68 p.
INTERNATIONAL ERGONOMICS ASSOCIATION. What is ergonomics. definition and domains of ergonomics. 2015 Disponível em: < http://www.iea.cc/whats/index.html > Acesso em : 05 de Julho 2015.
KIRZNER, I. M. Competition and entrepreneurship. Chicago: Chicago University
MARCHETTI, Renato; PRADO, Paulo HM. Um tour pelas medidas de satisfação do consumidor. RAE, v. 41, n. 4, p. 57, 2001. WICKS, A. M.; x
MARIANI, ADRIANA et al. A QUALIFICAÇÃO ADMINISTRATIVA DOS PROFISSIONAIS DE EMPRESAS DE ESTÉTICA E BELEZA. Revista Científica FACPED, n. 4, 2013.

MINTZBERG, Henry; AHLSTRAND, Bruce; LAMPEL, Joseph. Safári da estratégia. 2ed. Bookman, 2009.
MONTEIRO, Jose Morais; BARBOSA, Jenny Dantas. Controladoria empresarial: gestão econômica para as micro e pequenas empresas. Revista da Micro e Pequena Empresa, v. 5, n. 2, p. 38-59, 2011.
OLIVEIRA, Djalma de Pinho Rebouças. Manual de Consultoria empresarial: conceitos, metodologias e práticas. São Paulo: Atlas, 2007
OLIVEIRA LIMA FILHO, Dario et al. As necessidades dos clientes de salão de beleza: uma análise sob a ótica dos 7Ps. Revista Ciências Administrativas, v. 18, n. 1, 2014.
Press, 2005 LACERDA, D. P.; SILVA, E. R. P.; NAVARRO, L. L. L.; OLIVEIRA, N. N. P.; CAULLIRAUX, H. M. Algumas caracterizações dos métodos científicos em Engenharia de Produção: uma análise de periódicos nacionais e internacionais. In: XXVII Encontro Nacional de Engenharia de Produção, 2007, Foz do Iguaçu - PR. Anais... Rio de Janeiro: ABEPRO, 2007.
Press, 2008. SEBRAE/MG. Como elaborar um plano de negócio. Belo Horizonte, 2013. Disponível em:< https://www.sebraemg.com.br/atendimento/bibliotecadigital/documento/cartilha-manual-ou-livro/como-elaborar-um-plano-de-negocio#> Acesso em: 04 julho. 2015.
RIBEIRO, Jose Luis Duarte; THIESEN, João Paulo Kappaun; TINOCO, Maria Auxiliadora Cannarozzo. Determinantes da satisfação e atributos da qualidade em serviços de salão de beleza. Produção. Porto Alegre. Vol. 23, n. 3 (jul./set. 2013), p. 609-624, 2013.
RICHERS, R. Marketing: uma visãobrasileira. São Paulo: Elsevier, 2000.
ROSSI, C. A. V.; SLONGO, L. A. Pesquisa de Satisfação de Clientes: o Estado-da-Arte e Proposição de um Método Brasileiro. Revista de Administração Contemporânea, v. 2, n. 1, p. 101-125, 1998.
SCHUMPETER, J. The theory of economic development. Harvard University.
SEBRAE/MG. Como elaborar um plano de negócio. Belo Horizonte, 2013. Disponível em: https://www.sebraemg.com.br/atendimento/bibliotecadigital/documento/cartilha-manual-ou-livro/como-elaborar-um-plano-de-negocio# Acesso em: 04 julho. 2015.
SILVEIRA, Mauro César da. Projeto de viabilidade de um salão de beleza. 2000.
SLACK, Nigel., et al- Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 1997.
TUBINO, Dalvio Ferrari. Planejamento e controle da produção. 2ed. Atlas, 2000.
ZARNICINSKI, Aline Lucia; ROSSINI, Claudete Aparecida; COSTA, Danieli; RIBEIRO, Debora Tatiane Silva; SALATA, Silnara. Projeto De Viabilidade Econômica Salão De Beleza Belle Marie. Curitiba. 2003

Downloads

Publicado

2017-09-30

Como Citar

Peixoto, D. P., & de Freitas, R. R. (2017). Análise de um projeto de negócio de um salão de beleza - Um Estudo De Caso. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 3(2), 113–127. https://doi.org/10.0001/v3n2_9

Edição

Seção

EDUCAÇÃO EM ENGENHARIA - ENGINEERING EDUCATION

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)