DETALHES FONÉTICOS DO POLONÊS FALADO EM MALLET

Autores

  • Luciane Trennephol da Costa Universidade Estadual do Centro-Oeste
  • Márcia Inês Gielinski Universidade Estadual do Centro-Oeste

Resumo

A imigração eslava, ucraniana e polonesa, foi intensa na região sul do estado do Paraná, no século XIX, e faz-se presente na cultura da região como, por exemplo, na culinária, nos ritos religiosos e na fala. O presente artigo contribui para o conhecimento da pluralidade linguística brasileira e dos traços das línguas eslavas presentes no português brasileiro através da descrição de detalhes fonéticos do polonês falado na cidade de Mallet. O corpus analisado faz parte do acervo do banco de dados Variação Linguística de Fala Eslava – VARLINFE. Examinamos a fala de oito informantes descendentes de eslavos poloneses: quatro masculinos e quatro femininos, divididos em duas faixas etárias: de 20 até 40 anos e mais de 60 anos, e duas escolaridades: ensino fundamental e ensino médio. Todos os informantes são bilíngues, falam polonês e português, e apenas um não tem o polonês como primeira língua. A observação dos dados deu-se através de análise acústica e, nesta etapa, investigamos a realização ou não de som vocálico entre encontros de sons consonantais tautossilábicos inexistentes no português brasileiro como, por exemplo, as sequências mleko [mlikɔ] (leite) e chleb [xlip] (pão).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciane Trennephol da Costa, Universidade Estadual do Centro-Oeste

Departamento de Letras campus Irati Linguística

Márcia Inês Gielinski, Universidade Estadual do Centro-Oeste

Departamento de Letras campus Irati

Downloads

Publicado

2014-08-17