Entre canções, bocas-de-forno e petecas: vivências e registros de cultura infantil maranhense

Autores

Resumo

Pretendeu-se com essa investigação reconhecer o processo de socialização e de troca de saberes entre as crianças maranhenses nos espaços que escolhem para brincar e a produção de novas culturas, nas manifestações próprias da comunidade onde estão inseridas. Considerou-se um percurso teórico-metodológico para compreensão do objeto estudado, que iniciou com um levantamento bibliográfico dos autores que contribuíram com a pesquisa, e a observação participante, na qual foram registrados os momentos das crianças, brincando e recriando brincadeiras e brinquedos. Recorreu-se aos estudos filosóficos e sociológicos para definir brincadeiras e cultura infantil, a partir dos contextos das vivencias das crianças com seus pares e com os adultos. Para tanto, autores como Sarmento (2008), Benjamim (1984) e Postman (1999) deram suporte teórico-metodológico na produção cientifica.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rosyane de Moraes Martins Dutra, UFMA

Doutoranda em Educação pela Universidade Federal de São Paulo na Linha de Pesquisa História da Educação: sujeitos, objetos e práticas. Possui graduação em PEDAGOGIA pela Universidade Federal do Maranhão (2001), especialização em Gestão de Recursos Humanos pela FACAM (Rio de Janeiro/2005) e Mestrado em Educação/UFMA (jul/2014). É Coordenadora do Grupo de Estudos e Pesquisas Infância e Brincadeiras - GEPIB/UFMA. É membro do grupo de Trabalho História da Infância e Juventude (ANPUH-BR) e da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE). Atualmente é professora assistente do Departamento de Educação I no Curso de Pedagogia da Universidade Federal do Maranhão (Área de Educação Infantil). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Aprendizagem, atuando principalmente nos seguintes temas: Infância e o brincar, formação de professores, metodologia da educação infantil, estágio supervisionado, educação de crianças pequenas, currículo e história da infância.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Edição

Seção

Artigos