A comunicação aumentativa e alternativa para a aprendizagem: estudo de caso de um aluno com surdocegueira congênita

Autores

  • Elzinete Maria Carvalho Machado Faculdade Vale do Cricaré
  • Desirée Gonçalves Raggi Faculdade Vale do Cricaré

DOI:

https://doi.org/10.47456/krkr.v1i9.32803

Resumo

O estudo objetiva avaliar as contribuições da estratégia pedagógica Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA) para o ensino-aprendizagem de um aluno com surdocegueira congênita. A educação de pessoas com surdocegueira ainda é um tema pouco investigado no Brasil e no Estado. Trata-se de estudo de caso que utilizou práticas pedagógicas com materiais táteis para promover o processo educacional do sujeito. Para tanto, foram realizadas previamente a observação e entrevista com a mãe e professores, a fim de compreender seu comportamento no âmbito familiar e como se processa seu desenvolvimento educacional. A intermediação com a materiais pedagógicos adaptados foram fundamentais para que o indivíduo desenvolvesse a percepção de mundo e melhorasse sua comunicação. Os resultados da pesquisa foram satisfatórios e surpreendentes, pois o aluno estabeleceu formas de CAA, Libras tátil, interpretação háptica, braille, noção de tempo, regras de convivência, afetividade, conceitos pessoais e sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Elzinete Maria Carvalho Machado, Faculdade Vale do Cricaré

Mestrado em Ciências, Tecnologia e Educação pela Faculdade Vale do Cricaré em São Mateus-ES. Licenciatura em Pedagogia pela Universidade de Uberaba-MG. Licenciatura em Artes Visuais pelo Centro Universitário de Jales em São Paulo-SP. Especialista em Atendimento Educacional Especializado pela Faculdade Luso Capixaba em Cariacica-ES, Educação Especial e Inclusiva pela Faculdade Mario Schenberg em São Paulo-SP, Libras pelo Centro de Ensino Fabra em Serra-ES, Artes e Educação pela Faculdade Mario Schenberg em São Paulo-SP, Deficiência Visual pela Faculdade Novo Milênio Vila Velha-ES. Atualmente é professora no Atendimento Educacional Especializado na área da surdocegueira na Secretaria de Estado da Educação do Espírito Santo.  

Desirée Gonçalves Raggi, Faculdade Vale do Cricaré

Agrônomia pela Universidade Federal de Viçosa. Mestrado em Pedagogia Profissional pelo Instituto Superior Pedagogico para la Educación Tecnica e Profesional Hector P. Zaldivar / Universidade Federal de Goiás (2009). Doutorado em Educação - Universidad del Norte/ Universidade Federal de Pernambuco. Exerceu a docência em duas escolas agrotécnicas (Rio Verde - GO e Alegra- ES) e no Instituto Federal do ES, na área de Educação. Atualmente é professora e pesquisadora da Faculdade Vale do Cricaré. 

Downloads

Publicado

2020-12-31

Edição

Seção

Artigos