SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO NO SETOR DE SERVIÇOS GERAIS EM DOIS CAMPI DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA LOCALIZADAS EM JUAZEIRO DO NORTE- CE E CRATO-CE: UM ESTUDO DE CASO

OCCUPATIONAL HEALTH AND SAFETY IN THE GENERAL SERVICES SECTOR IN TWO CAMPI OF A PUBLIC UNIVERSITY LOCATED IN JUAZEIRO DO NORTE-CE AND CRATO- CE: A CASE STUDY

Autores

  • Thays Lorranny da Silva Januário URCA
  • Jefferson Luiz Alves Marinho URCA

Palavras-chave:

Saúde e segurança ocupacional, serviços gerais, Estudo de caso, prevenção de riscos, correção de falhas ocupacionais

Resumo

Introdução: No Brasil, há quase dois milhões de trabalhadores que desempenham a atividade de limpeza e conservação, constituindo-se um dos segmentos econômicos de grande destaque na economia do país. Diante disso, é de fundamental importância estudar todos os riscos que profissionais do setor de serviços gerais estão sujeitos a fim de procurar maneiras de prevenir, combater e corrigir problemas oriundos de ameaças diversas. Objetivo: Este artigo teve por objetivo propor melhorias para otimizar as condições de Saúde e Segurança no Trabalho (SST) de trabalhadores da área de limpeza e conservação com embasamento na legislação vigente e literatura científica. Métodos: O presente artigo classifica-se como um estudo de caso, de caráter exploratório e abordagem qualitativa, em dois campi da URCA. Foram utilizadas: revisão bibliográfica e observação direta para análise dos postos de trabalho. Resultados: Foram constatadas muitas falhas por parte da empresa contratada, que é onde recai a maior responsabilidade sobre os funcionários, e também da contratante. Conclusão: Todos os problemas verificados são passíveis de correções. Propõe-se o cumprimento da legislação vigente aplicada à categoria (Lei nº 13.429, de 31 de março de 2017) e as Normas Regulamentadoras por parte da contratada e da contratante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jefferson Luiz Alves Marinho, URCA

Graduado em ENGENHARIA CIVIL pela Universidade Federal do Ceará - UFC (1990). Graduado em TECNOLOGIA DA CONSTRUÇÃO CIVIL- habilitação em Topografia e Estradas pela Universidade Regional do Cariri - URCA (1994). Graduado em DIREITO pela Universidade Regional do Cariri - URCA (2012). Mestre em Direito pela Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC (RS). Mestre em Engenharia e Tecnologia Ambiental pela Universidad de Leon - Espanha (2012). Possui Especialização em Administração de Empresas, Engenharia de Segurança do Trabalho e Engenharia de Avaliações e Perícias. Atualmente é professor Adjunto M, lotado no Departamento de Construção Civil da Universidade Regional do Cariri-URCA, Pró-Reitor de Administração-URCA, Coordenador do Curso de Especialização Lato Sensu em Gerenciamento da Construção Civil, Ex-Diretor do Instituto Tecnológico do Cariri - ITEC (2014-2019). Tem experiência na área do Direito, atuando em ações cíveis, consumerista, tributária, trabalhista, previdenciária e ambiental. Na Engenharia Civil atua nas seguintes áreas: perícias técnicas, avaliação de imóveis, engenharia de segurança do trabalho, análise e acompanhamento de projetos de edificações do setor público e privado. Atua também na área de administração de empresas (planejamento e controle de obras, planejamento e administração de canteiro de obras, gestão de empresas da construção civil).

Referências

Alves, S. (2013). Mais segurança para os trabalhadores da área de limpeza e conservação. Retrieved Jan 18, 2019, from http://verzani.com.br/pt/institucional/arquivos/cipa_2013.pdf.

ANVISA. (2019). Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Retrieved May 09, 2019, from http://portal.anvisa.gov.br/documents/33880/4967127/Biblioteca+de+Saneantes_Portal/e7bb6 d20-16b3-4f22-b49a-3f9aa4676122.

Arruda, M. B. R. (2013). Segurança do trabalho versus trabalho em segurança: um panorama sobre os confrontos administrativos e normas correlatas. 87f. Monografia (Especialização em Engenharia de Segurança no Trabalho) - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Medianeira. Retrieved from http://repositorio.roca.utfpr.edu.br/jspui/bitstream/1/1746/1/MD_ENSEG_%20IV_2011_21. pdf.

Azevedo, F. (2018). Setor de limpeza emprega 1,6 milhão de pessoas no Brasil. Retrieved Jan 20, 2019, from https://cbncuritiba.com/setor-de-limpeza-emprega-16-milhao-de-pessoas-no- brasil/

Brasil. (2018). Norma Regulamentadora – NR-7. Retrieved May 09, 2019, from http://www.trtsp.jus.br/geral/tribunal2/LEGIS/CLT/NRs/NR_7.html.

Brasil. (2017). Norma Regulamentadora – NR-9. 2017. Retrieved May 09, 2019, from http://www.trtsp.jus.br/geral/tribunal2/LEGIS/CLT/NRs/NR_9.html.

Brasil. (2011). Norma Regulamentadora – NR-5. Retrieved http://www.trtsp.jus.br/geral/tribunal2/LEGIS/CLT/NRs/NR_5.html.

Brasil. (2010). Norma Regulamentadora – NR-6. Retrieved http://www.trtsp.jus.br/geral/tribunal2/LEGIS/CLT/NRs/NR_6.html.

Brasil. (2009). Norma Regulamentadora – NR-1. Retrieved http://trabalho.gov.br/images/Documentos/SST/NR/NR1.pdf.

May 09, 2019, from May 09, 2019, from May 09, 2019, from

Brasil. (2002). Código Brasileiro de Ocupações 2002. Retrieved Jan 21, 2019, from http://www.mtecbo.gov.br/download.asp.

Brasil. (2001). Ministério da Saúde. Diagnóstico, tratamento, reabilitação, prevenção e fisiopatologia das LER/DOR. Série A. Normas e manuais técnicos, n.o 105. Retrieved May 10, 2019, from http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/diag_tratamento_ler_dort.pdf.

Gil, A. C. (2007). Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. (5), São Paulo: Atlas.

Llewellyn, S., & Northcott, D. (2007). The “singular view” in management case studies qualitative research in organizations and management. An International Journal, 2(3), 194- 207.

Maas, L., Grillo, L. P., & Sandri, J. V. A. (2018). A saúde e a segurança do trabalhador sob competência de normas regulamentadoras frágeis. Revista Brasileira de Tecnologias Sociais, 5(1), 1-11. Retrieved from https://siaiap32.univali.br/seer/index.php/rbts/article/view/13399/7609. doi: 10.14210/rbts. v5 n1. p22-32

Maçãira, E. F. (2004). Morbidade respiratória em trabalhadores em limpeza interna da região metropolitana do Estado de São Paulo. 164 f. Dissertação (Mestrado em Saúde Pública), Faculdade de Saúde Pública, Universidade de São Paulo, USP: São Paulo.

Martins, G. A. (2008). Estudo de caso: uma reflexão sobre a aplicabilidade em pesquisas no Brasil. Revista de Contabilidade e Organizações, 2(2), 9-18.

Melo, C. R. D. B., Zandonadi, F. B., & Soranso, D. R. (2012). Percepção dos trabalhadores de limpeza quanto à existência de riscos biológicos no trabalho. Retrieved Jan 18, 2019, from http://www.segurancanotrabalho.eng.br/artigos/perdepriscob.pdf.

Messing, K., Chatigny, C., & Courville, J. (1998). “Light” and “Heavy” work in the housekeeping service of a hospital. Applied Ergonomics, 29(3), 451-459.

Nunes, E. L. S. (2008). Análise dos aerodispersóides sólidos produzidos na industrialização da madeira. 210 f. Tese (Doutorado em Engenharia Florestal) – Programa de pós–graduação em Engenharia Florestal, Universidade Federal do Paraná, Curitiba. Retrieved from https://acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/17432/TESE%20ELENISE%20- %20VERS%3fO%20FINAL.pdf?sequence=2&isAllowed=y.

Oliveira, J. C. (2003). Segurança e saúde no trabalho: uma questão mal compreendida. São Paulo Perspec, 17(2). Retrieved from http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392003000200002.

Padovani, A. SST EM SERVIÇOS DE LIMPEZA E CONSERVAÇÃO: um breve dossiê. Retrieved Jan 18, 2019, from http://www.segurancanotrabalho.eng.br/download/00044.pdf.

Patton, M. G. (2002). Qualitative Research and Evaluation Methods. Thousand Oaks, 1(3), CA: Sage.

Pereira, A. S., et al. (2018). Metodologia da pesquisa científica. (1), Santa Maria, RS: UFSM, NTE. Retrieved May 06, 2019, from https://repositorio.ufsm.br/bitstream/handle/1/15824/Lic_Computacao_Metodologia- Pesquisa-Cientifica.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

Rocha, F. R. (2015). Efetividade do direito fundamental ao meio ambiente de trabalho seguro e adequado: a responsabilidade civil do tomador de serviços. 210f. Dissertação (Mestrado em Direito), Faculdade de Direito, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo: São Paulo. Retrieved from https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/6824/1/Fabio%20Ribeiro%20da%20Rocha.pdf.

Rocha, C. S. (2003). Análise ergonômica do trabalho da equipe de limpeza de uma Universidade particular. Dissertação (Mestrado profissionalizante em Engenharia), Escola de Engenharia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul: Porto Alegre.

Santos, J. G. S. (2010). Gestão de riscos ambientais. Aracaju: Universidade de Tiradentes.

Santos Júnior, C. A. (2017). Segurança e saúde no trabalho: proteção ao trabalhador à luz da legislação brasileira. Ponto de vista jurídico, 6(2), 154-168. Retrieved from http://periodicosuniarp.com.br/index.php/juridico/article/view/1351/682. doi: https://doi.org/10.33362/juridico.v6i2.1351

Woods, V., & Bbuckle, P. (2000). Recommendations for reducing musculoskeletal health problems among cleaners. In: XIV TRIENAL CONGRESS OF THE INTERNATIONAL ERGONOMICS ASSOCIATION, 44 ANNUAL MEETING OF THE HUMAN FACTORES AND ERGONIMICS SOCIETY, San Diego: California.

Yin, R. K. (2015). O Estudo de caso. Porto Alegre: Bookman.

Publicado

2020-04-23

Como Citar

Januário, T. L. da S., & Marinho, J. L. A. (2020). SAÚDE E SEGURANÇA DO TRABALHO NO SETOR DE SERVIÇOS GERAIS EM DOIS CAMPI DE UMA UNIVERSIDADE PÚBLICA LOCALIZADAS EM JUAZEIRO DO NORTE- CE E CRATO-CE: UM ESTUDO DE CASO: OCCUPATIONAL HEALTH AND SAFETY IN THE GENERAL SERVICES SECTOR IN TWO CAMPI OF A PUBLIC UNIVERSITY LOCATED IN JUAZEIRO DO NORTE-CE AND CRATO- CE: A CASE STUDY. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 6(3), 17–29. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/bjpe/article/view/28676

Edição

Seção

ENGENHARIA DO TRABALHO - ENGINEERING LABOUR