ANÁLISE DA PRODUTIVIDADE DA MÃO DE OBRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL EM UMA EMPRESA DO ESPÍRITO SANTO

Autores

  • Sandro Rocha Soares Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Centro Universitário Norte do Espírito Santo (CEUNES), Departamento de Engenharias e Tecnologia (DETEC), Núcleo de Pesquisa em Gestão de Sistemas de Produção (NPGSP). Rodovia BR 101 Norte, Km 60, Bairro Litorâneo, CEP, São Mateus, Espírito Santo, Brazil. Fone/Fax: 55 27 3312-1710.
  • Bárbara Elisa Barollo Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Centro Universitário Norte do Espírito Santo (CEUNES), Departamento de Engenharias e Tecnologia (DETEC), Núcleo de Pesquisa em Gestão de Sistemas de Produção (NPGSP). Rodovia BR 101 Norte, Km 60, Bairro Litorâneo, CEP, São Mateus, Espírito Santo, Brazil. Fone/Fax: 55 27 3312-1710.
  • Rodrigo Randow de Freitas Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Centro Universitário Norte do Espírito Santo (CEUNES), Departamento de Engenharias e Tecnologia (DETEC), Núcleo de Pesquisa em Gestão de Sistemas de Produção (NPGSP). Rodovia BR 101 Norte, Km 60, Bairro Litorâneo, CEP, São Mateus, Espírito Santo, Brazil. Fone/Fax: 55 27 3312-1710.

DOI:

https://doi.org/10.0001/EOP04

Resumo

No setor produtivo da construção civil, destacam-se também atividades que geram um elevado custo em relação ao custo total, no qual necessitam de um controle mais adequado. No caso os serviços de infraestrutura e estrutura, que se resumem em grande parte em três serviços: fôrmas, armação e concretagem. Quanto a isso, Araújo (2000) relata que a estrutura representa algo em torno de vinte oito por cento do custo total da construção de edifícios habitacionais e comerciais. Apesar de um alto custo, ela é a etapa da obra onde as empresas conseguem aperfeiçoar seu serviço, obtendo assim maiores lucros. Desse modo, o presente trabalho visa analisar e propor melhorias, caso necessário, para o processo produtivo da mão de obra em um empreendimento, nas atividades de fôrma, armação e concretagem nas etapas de construção da infraestrutura/fundação e estrutura, por meio de um método de controle de produtividade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Araújo, L.O.C. (2000) - Método para previsão e controle da produtividade da mão de obra na execução de fôrmas, armação, concretagem e alvenaria. 2000. Dissertação (Mestrado em Engenharia) – Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, São Paulo.

Brunetta, M.R. (2004) - Avaliação da eficiência técnica e de produtividade usando análise por envoltória de dados: Um estudo de caso aplicado a produtores de leite. Curitiba, 2004. Dissertação (Mestre em Ciências, Programa de Pós-Graduação em Métodos Numéricos em Engenharia) – Universidade Federal do Paraná.

Carraro, F. & Souza, U.E.L. (1998) - Monitoramento da Produtividade da Mão de Obra na Execução da Alvenaria: um caminho para a otimização dos recursos. Congresso Latino Americano de Tecnologia e Gestão na Produção de Edifícios (3 a 6 de novembro, 1998). PCC-USP, São Paulo.

Dantas, J.D.F. (2011) - Produtividade da mão de obra - Estudo de caso: métodos e tempos na indústria da construção civil no subsetor de edificações na cidade de João Pessoa- PB. 2011. Tese de Conclusão de Curso – Centro de Tecnologia da Universidade Federal da Paraíba, João Pessoa.

Souza, U.E.L. de. (1996) - Metodologia para o estudo da produtividade da mão-de-obra no serviço de fôrmas para estruturas de concreto armado. São Paulo, 1996. 280p. Tese (Doutorado) – Escola Politécnica, Universidade de São Paulo.

Downloads

Publicado

2015-11-06

Como Citar

Soares, S. R., Barollo, B. E., & Freitas, R. R. de. (2015). ANÁLISE DA PRODUTIVIDADE DA MÃO DE OBRA NA CONSTRUÇÃO CIVIL EM UMA EMPRESA DO ESPÍRITO SANTO. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 1(1), 1–3. https://doi.org/10.0001/EOP04

Edição

Seção

ENGENHARIA DE OPERAÇÕES E PROCESSOS DA PRODUÇÃO- OPERATIONS & PRODUCTION PROCESS