Dançando com a morte: enfrentamento da gripe espanhola no Ceará (1918-1919)

Autores

  • Leidiane Priscilla de Paiva Batista Universidade Federal do Ceará
  • Edson Oliveira de Paula Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.47456/e-2021320103

Palavras-chave:

Pandemia, Influenza, Bailarina, Negacionismo

Resumo

Conhecer a influência de uma pandemia em uma sociedade permite refletir sobre o sucesso ou fracasso das medidas adotadas no enfrentamento e projetar ações de combate em novos casos. Partindo dessa premissa, revisitou-se a gripe espanhola no Estado do Ceará a fim de analisar os impactos sociais causados e a reação das autoridades e da população. Para tanto, remontou-se o avanço da doença no Estado, os danos causados à sociedade e as medidas sanitaristas implementadas. A precariedade dos medicamentos, os altos preços e a incerteza sobre sua eficácia foram problemas enfrentados a época. Apesar de estabelecer ações para contenção e enfrentamento da doença, o Estado e alguns médicos realizaram campanha de desinformação, menosprezando os impactos da doença no intuito de acalmar a população e minimizar impactos à economia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Fontes

CÂMARA, C. A bailarina. In. CÂMARA, C. Teatro: obra completa. Fortaleza: Academia Cearense de Letras, 1979.

CEARÁ. Decreto Legislativo N.º 1643, de 8 de novembro de 1918. Regulamento Da Directoria Geral de Hygiene. Fortaleza: Est. Graphico A. C. Mendes, 1919.

GALENO, J. Medicina caseira. Fortaleza: SECULT, 2010.

HEMEROTECA DIGITAL DA BIBLIOTECA NACIONAL. A Lucta. Tintura-Mãe. Sobral, 25 jun. 1921, ano VIII, n. 440.

____. Folha do Littoral. Edições indicadas, 1918 e 1919.

____. A Lucta. Edições indicadas. 1918 e 1919.

____. Communicado da Directoria Geral de Hygiene. Sobral, 23 out. 1918, ano V, n. 233.

____. Diário de Pernambuco. Edições indicadas, 1918 e 1919.

RIBEIRO, C. C. Relato da Diretoria Geral de Saúde: 31 de maio de 1919. Fortaleza: Tipografia Moderna, 1919.

SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE FORTALEZA. Acta da 13ª sessão ordinária da Mesa Administrativa da Santa Casa de Misericórdia. Fortaleza, 21 nov. 1918.

____. Acta da 6ª sessão extraordinária da Mesa Administrativa da Santa Casa de Misericórdia. Fortaleza, 30 nov. 1918.

SILVA, J. T. S. Mensagem apresentada pelo presidente do estado à Assembleia Legislativa do Ceará. Fortaleza, 01 jul. 1919.

STUDART, G. Ephemerides Cearenses. Revista Trimensal do Instituto do Ceará. Ano 32, p.252-258, 1918.

Obras Gerais

ALMEIDA, M. A. P. A epidemia de cólera de 1853-1856 na imprensa portuguesa. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, Rio de Janeiro, v.18, n.4, p.1057-1071, 2011. Disponível em: <https://doi.org/10.1590/S0104-59702011000400006>. Acesso em: 19 mai. 2020

BARBOSA, J. P. A. Origens e desenvolvimento das políticas públicas de saúde no estado do Ceará: Ceará-1997. 1997. 223p. Dissertação (Mestrado) – Departamento de Saúde Comunitária/Centro de Ciências da Saúde, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE.

BERTUCCI, L. M. Gripe A, uma nova "espanhola"? Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v. 55, n. 3, p. 230-231, 2009a. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302009000300001&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 13 mai. 2020.

____. A onipresença do medo na influenza de 1918. Varia Historia., Belo Horizonte, v. 25, n. 42, p. 457-475, 2009b. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-87752009000200005&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 18 mai. 2020.

____. Influenza, a medicina enferma: ciência e práticas de cura na época da gripe espanhola em São Paulo. 2002. 401 p. Tese (Doutorado) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP.

COSTA, M. C. L. Capítulos de geografia histórica de Fortaleza. Fortaleza: Imprensa Universitária, 2017.

CUETO, M. El regreso de las epidemias: salud y sociedad en el Perú del siglo XX. Lima: Instituto de Estudios Peruanos, 2020.

GOULART, A. C. Revisitando a espanhola: a gripe pandêmica de 1918 no Rio de Janeiro. História, ciências, saúde-Manguinhos, v. 12, n. 1, p. 101-142, 2005.

JOHNSON, N. P.; MUELLER, J. Updating the accounts: global mortality of the 1918-1920" Spanish" influenza pandemic. Bulletin of the History of Medicine, v. 76, n. 1, p. 105-115, 2002.

KHODR, O. B. O Pesadelo Econômico Moderno: a pandemia e a possível depressão da nova década. Boletim Economia Empírica, v. 1, n. 2, p. 3-7, 2020. Disponível em: <https://www.portaldeperiodicos.idp.edu.br/bee/article/download/4123/1798>. Acesso em: mai. 2020.

LEITÃO, J. F. Ensino como quem reza: vida e tempo de Filgueiras Lima. Fortaleza: Tecnograf, 2006.

MONT’ALVERNE, J. R. História da medicina em Sobral: dos primórdios à Faculdade de Medicina. Revista do Instituto do Ceará. Ano 125, p.209-233, 2011. Disponível em: https://www.institutodoceara.org.br/revista/Rev-apresentacao/RevPorAno/2011/RevdoInstituto_2011_PDFcompleto.pdf Acesso em: 15 mai. 2020.

PEIRIS, J. S M.; POON, L. L. M.; GUAN, Y. Emergence of a novel swine-origin influenza A virus (S-OIV) H1N1 virus in humans. Journal of Clinical Virology, v. 45, n. 3, p. 169-173, 2009.

PEREIRA, J. H.; LIMA, F. A. S. Estradas de Ferro no Ceará. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2009.

PINHO, M. F. M.; ALEXANDRE, J. F. “Em toda parte só se ouvia falar em morte”: A Gripe Espanhola no Cariri (1918-1919). Outros Tempos: Pesquisa em Foco-História, v. 18, n. 31, p. 249-273, 2021.

POTTER, C. W. A history of influenza. Journal of applied microbiology, v. 91, n. 4, p. 572-579, 2001. Disponível em: https://sfamjournals.onlinelibrary.wiley.com/doi/full/10.1046/j.1365-2672.2001.01492.x Acesso em: 11 mai. 2020.

ROSENBERG, C. E. Explaining epidemics and Other Studies in the History of Medicine. Cambridge: Cambridge University Press, 1992.

ROTHER, E. T. Revisão sistemática X revisão narrativa. Acta paulista de enfermagem, v. 20, n. 2, p. 5-6, 2007. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-21002007000200001&script=sci_arttext&tlng=pt Acesso em: 11 mar. 2020.

SANTOS, R. A. O Carnaval, a peste e a ‘espanhola’. História, Ciências, Saúde – Manguinhos, v. 13, n. 1, p. 129-158, 2006.

SAUNDERS-HASTINGS, P. R.; KREWSKI, D. Reviewing the history of pandemic influenza: understanding patterns of emergence and transmission. Pathogens, v. 5, n. 66, p. 1-19, 2016. Disponível em: https://www.mdpi.com/2076-0817/5/4/66/htm#B29-pathogens-05-00066 Acesso em: 13 mai. 2020.

SCHWARCZ, L. M.; STARLING, H. M. A bailarina da morte: a gripe espanhola no Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, versão (digital), 2020.

SILVEIRA, A. J. T. A medicina e a influenza espanhola de 1918. Tempo, v. 10, n. 19, p. 91-105, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-77042005000200007&script=sci_arttext&tlng=pt Acesso em: 10 de mai. 2020.

SILVA, C. E. M. A missão médica especial brasileira de caráter militar na Primeira guerra mundial. Revista Navigator, v. 10, n. 20, p. 94-108, 2011. Disponível em: https://www.revistanavigator.com.br/navig20/art/N20_art2.pdf Acesso em: 16 mai. 2020.

SOUZA, C. M. C. A gripe espanhola em Salvador, 1918: cidade de becos e cortiços. História, ciências, saúde-Manguinhos, v. 12, n. 1, p. 71-99, 2005. Disponível em: https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0104-59702005000100005&script=sci_arttext Acesso em: 16 dez. 2020.

____. A gripe espanhola na Bahia: saúde, política e medicina em tempos de epidemia. Editora Fiocruz, 2009.

STEVENS, K. M. The pathophysiology of influenzal pneumonia in 1918. Perspectives in biology and medicine, v. 25, n. 1, p. 115-125, 1981. Disponível em: https://muse.jhu.edu/article/404498/pdf Acesso em: 05 mai. 2020.

TRILLA, A.; TRILLA, G.; DAER, C. The 1918 “Spanish flu” in Spain. Clinical infectious diseases, v. 47, n. 5, p. 668-673, 2008.

TUCIDIDES. A história da guerra do Poliponeso. Brasília: Editora UnB; 2001.

WALDMAN, E. A.; SATO, A. P. S.; FORTALEZA, C. M. C. B. Doenças infecciosas no Brasil: das endemias rurais às modernas pandemias. In: MONTEIRO, C. A.; LEVY, R.B. (org.s). Velhos e novos males da saúde no Brasil: de Geisel a Dilma. São Paulo: Hucitec, v. 1, 2015, p. 234-311.

Downloads

Publicado

20-07-2021

Como Citar

DE PAIVA BATISTA, L. P. .; OLIVEIRA DE PAULA, E. . Dançando com a morte: enfrentamento da gripe espanhola no Ceará (1918-1919). Revista Ágora, [S. l.], v. 32, n. 1, p. e–2021320103, 2021. DOI: 10.47456/e-2021320103. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/agora/article/view/34051. Acesso em: 3 dez. 2022.

Edição

Seção

Doenças e práticas de cura na História brasileira