MAPEAMENTO DE PROCESSO E PENSAMENTO ENXUTO: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO

PROCESS MAPPING AND LEAN THINKING: A BIBLIOMETRIC STUDY

Autores

  • Matheus de Jesus Amorim Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.
  • Thiago Padovani Xavier Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo. https://orcid.org/0000-0001-7148-9921

DOI:

https://doi.org/10.47456/bjpe.v6i9.34620

Palavras-chave:

Web of Science, VOSviewer, Base de dados

Resumo

Este artigo analisa as características das publicações relacionadas aos temas mapeamento de processo e pensamento enxuto. A pesquisa foi realizada na base de dados Web of Science, procurando examinar sete áreas temáticas, intituladas: autores; áreas de pesquisa; anos de publicação; organizações; países/regiões; agências financiadoras; e fontes de publicações. Além disso, foi realizado um comparativo entre autores com os maiores números de publicações com os artigos mais citados no período analisado, para verificar a relação entre eles. Durante o período de 2010 até 2019, foram tratados 198 artigos ao todo e, de acordo com os resultados deste estudo, o número de publicações cresceu de forma significativa em boa parte do período estipulado, porém publicações relacionadas à temática do pensamento enxuto apresentaram um declínio em 2019.  Ademais, são apresentadas todas as agências financiadoras de pesquisas relacionadas aos temas, sendo de maior destaque as norte-americanas, o que justifica a liderança dos Estados Unidos das Américas no ranking dos países que mais publicam sobre process mapping e lean thinking. Constatou-se, ainda, que a maioria dos autores que se destacaram em quantidade de publicações, não possuem seus trabalhos entre os mais citados, isso é, os artigos de maior impacto nas temáticas pesquisadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Matheus de Jesus Amorim, Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

Graduação em andamento em Engenharia de Produção na Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.

Thiago Padovani Xavier, Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

Doutor em Engenharia Química pela Universidade Federal de Uberlândia (2016), com mestrado em Engenharia Química pela Universidade Federal de Uberlândia (2011) e graduação em Química pela Universidade Federal de Uberlândia (2003). Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Engenharias e Tecnologia da Universidade Federal do Espírito Santo, desde 2012, atuando em assuntos relacionados à engenharias no que se refere à pesquisas tecnológicas e formação de pessoal na área de gestão.

Referências

Aguiar, W. S., Damasceno, M., & Melo, F. (2016). Avaliação de softwares livres de bpmn para mapeamento de processos. In XII Congresso Nacional de Excelência Em Gestão & III INOVARSE-Responsabilidade Social Aplicada.

Aherne, J., & Whelton, J. (2010). Applying lean in healthcare: a collection of international case studies. New York: CRC Press.

Araújo, C. A. (2006). Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em Questão, 12(1), 11–32.

Barbrow, S., & Hartline, M. (2015). Process mapping as organizational assessment in academic libraries. Performance Measurement and Metrics, 16.

CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de nível Superior. (2019). História e missão. Recuperado em 23 de janeiro, 2020, de: https://www.capes.gov.br/historia-e-missao.

Gerhardt, T. E., & Silveira, D. T. (2009). Métodos de Pesquisa. Plageder.

Gonçalves, A. C., Castro, P. R., Cruvinel, I. B., Jesus, R. S., Siqueira, D. C. B., & Sousa, G. F. P. (2021). O Papel do Mapeamento de Processos - um estudo sobre a realização de exames periódicos da saúde em um órgão público. Brazilian Journal of Development, 7(3), 21272-21296.

HHS - United States Department of Health Human Services. (2020). About HHS. Recuperado em 23 de janeiro, 2020, de: https://www.hhs.gov/about/index.html.

Hörbe, T. D. A. N., de Moura, G. L., Silva, A. H., Vargas, K. S., & Machado, E. C. (2015). Gestão por Processos: Uma Proposta Aplicável a uma Pequena Empresa do Ramo de Alimentação. Sistemas & Gestão, 10(2), 226-237.

Karim, A.; Uz-Zaman, K. A. (2013). A methodology for effective implementation of lean strategies and its performance evaluation in manufacturing organizations. Business Process Management Journal, 19(1), 169 – 196.

NIH - National Institutes of Health. (2020). A Short History of the National Institutes of Health. Recuperado em 23 de janeiro, 2020, de: https://history.nih.gov/exhibits/history/index.html.

Rocha, P., & Albuquerque, A. (2007). Sincronismo organizacional. São Paulo: Saraiva.

Rossi, T., Prim, M. A., de Bem, R. M., & Dandolin, G. A. (2017). Mapeamento de processos na BU/UFSC: aplicação do framework GC@ BU. Revista Ibero-Americana de Ciência da Informação, 10(1), 204-217.

Slack, N., Chambers, S., & Johnston. R. (2006). Administração da Produção. São Paulo: Atlas, 2006.

Stone, K. B. (2012). Four decades of lean: a systematic literature review. International Journal of Lean Six Sigma, 3(2), 112-132.

Vanti, N. (2002). Da bibliometria à webometria: uma exploração conceitual dos mecanismos utilizados para medir o registro da informação e a difusão do conhecimento. Ciência da Informação, 31(2), 152-162.

Womack, J. P., Jones, D. T., & Roos, D. (2004). A máquina que mudou o mundo. Rio de Janeiro: Campus.

Womack, J. P., & Jones, D. T. (1997). Lean thinking—banish waste and create wealth in your corporation. Journal of the Operational Research Society, 48(11), 1148-1148.

Publicado

2021-05-26

Como Citar

Amorim, M. de J. ., & Xavier, T. P. (2021). MAPEAMENTO DE PROCESSO E PENSAMENTO ENXUTO: UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO: PROCESS MAPPING AND LEAN THINKING: A BIBLIOMETRIC STUDY. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 6(9), 47–65. https://doi.org/10.47456/bjpe.v6i9.34620