ESTUDO COMPARATIVO ENTRE O BAGAÇO DA CANA DE AÇÚCAR E FIBRA DE COCO VERDE NA PURIFICAÇÃO DA GLICERINA OBTIDA DA SÍNTESE DE BIODIESEL

COMPARATIVE STUDY BETWEEN SUGAR CANE BAGASSE AND GREEN COCONUT FIBER IN THE PURIFICATION OF GLYCERIN OBTAINED FROM BIODIESEL SYNTHESIS

Autores

  • Marcia Helena Rodrigues Velloso Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.
  • Kamila Felipe Campagnaro Peruch Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

DOI:

https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i2.34607

Palavras-chave:

Glicerina, adsorventes, purificação, biodiesel

Resumo

A busca por fontes de energias renováveis tem aumentado a demanda por biodiesel impactando diretamente na disponibilidade de glicerina obtida como subproduto de sua produção. Afim de evitar o acúmulo dessa glicerina e tornar a síntese de biodiesel mais competitiva, aumentado o valor agregado desse subproduto, esse estudo propôs o tratamento da glicerina com ácido fosfórico seguido da purificação com adsorvente. Foi feito uma análise comparativa entre os resultados obtidos utilizando como adsorventes o bagaço da cana de açúcar e a fibra de coco verde. Observou-se que o maior teor de glicerol é obtido ao utilizar a fibra de coco verde, chegando a aproximadamente 89%. A pureza alcançada é viável para aplicação na alimentação animal e em processos biotecnológicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcia Helena Rodrigues Velloso, Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

Possui graduação em Química Industrial pela Universidade Federal Fluminense (1994), mestrado em Química pelo Instituto Militar de Engenharia (1997) e doutorado em Química pelo Instituto Militar de Engenharia (2004). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Espírito Santo. Tem experiência na área de Química, com ênfase em Espectroscopia (Ressonância Magnética Nuclear), atuando principalmente nos seguintes temas: Programação e implementação de sequencias de pulsos, estudos de interações inter e intramoleculares por RMN, estudos relacionados a relação estrutura-atividade por RMN, estudos de interações de drogas-receptores por RMN, estudos de interação drogas-micelas por RMN. Além de experiência na técnica de RMN do estado sólido, principalmente na análise de matéria organica de solo. Assim como na análise de óleos vegetais e minerais, sementes, gorduras, biocombustível, entre outros.

Kamila Felipe Campagnaro Peruch, Universidade Federal do Espírito Santo, CEUNES - Centro Universitário Norte do Espírito Santo.

Graduanda em Engenharia Química pela Universidade Federal do Espírito Santo. Ensino Médio pelo Centro Educacional Casa do Estudante (2014).

Referências

Aljeboree, A. M., Alshirifi, A. N., & Alkaim, A. F. (2017). Kinetics and equilibrium study for the adsorption of textile dyes on coconut shell activated carbon. Arabian Journal of Chemistry, 10, S3381–S3393. https://doi.org/10.1016/j.arabjc.2014.01.020

Alves, A. de P. (2017). Purificação de glicerol utilizando diferentes adsorventes: análise técnica e termodinâmica. https://doi.org/DOI:

André, A., Diamantopoulou, P., Philippoussis, A., Sarris, D., Komaitis, M., & Papanikolaou, S. (2010). Biotechnological conversions of bio-diesel derived waste glycerol into added-value compounds by higher fungi: production of biomass, single cell oil and oxalic acid. Industrial Crops and Products, 31(2), 407–416. https://doi.org/10.1016/j.indcrop.2009.12.011

Ardi, M. S., Aroua, M. K., & Hashim, N. A. (2015). Progress, prospect and challenges in glycerol purification process: A review. Renewable and Sustainable Energy Reviews, 42, 1164–1173. https://doi.org/10.1016/j.rser.2014.10.091

Azevedo, A., & Lima, B. (2016). Biocombustíveis: desenvolvimento e inserção internacional. Web of Science, 77–100.

Bondioli, P., & Della Bella, L. (2005). An alternative spectrophotometric method for the determination of free glycerol in biodiesel. European Journal of Lipid Science and Technology, 107(3), 153–157. https://doi.org/10.1002/ejlt.200401054

Brainer, M. S. C. P. (2018). Produção de coco: o nordeste é destaque nacional. Caderno Setorial ETENE, 3(61), 1–25. https://www.bnb.gov.br/documents/80223/4296541/61_coco.pdf/c172dd8f-3044-f1db-5d0c-a94c5eb735e0

Chwastowski, J., Staroń, P., Kołoczek, H., & Banach, M. (2017). Adsorption of hexavalent chromium from aqueous solutions using Canadian peat and coconut fiber. Journal of Molecular Liquids, 248, 981–989. https://doi.org/10.1016/j.molliq.2017.10.152

Costenaro, H. S. (2009). Hidrólise ácida e retirada de sais da glicerina bruta proveniente da produção de biodiesel. USP.

Da Cal Valdez, H., Amado, R. S., De Souza, F. C., D’Elia, E., & De Castro Vieira, E. (2012). Determinação de glicerol livre e total em amostras de biodiesel por método enzimático com detecção colorimétrica. Quimica Nova, 35(3), 601–607. https://doi.org/10.1590/S0100-40422012000300028

Empresa de Pesquisa Energética - EPE. (2019). Balanço energético nacional. EPE - Empresa de Pesquisa Energética, 303.

Farobie, O., Achmadi, S. S., & Darusman, L. K. (2012). Utilization of Glycerol Derived from Jatropha ’ s Biodiesel Production as a Cement Grinding Aid. World Academy of Science, Engineering and Technology, 6(3), 793–798. http://waset.org/Publications/utilization-of-glycerol-derived-from-jatropha-s-biodiesel-production-as-a-cement-grinding-aid/1659

Fernandes, F. M., Silva, M. S., Lima, Â. M. F., Rocha, A. M., Soares, P. M., & Konish, F. (2015). Biodiesel no mundo e no Brasil: situação atual e cenários futuros. 10o Congresso Sobre Geração Distribuída e Energia No Meio Rural, 1–10.

Karri, R. R., Sahu, J. N., & Jayakumar, N. S. (2017). Optimal isotherm parameters for phenol adsorption from aqueous solutions onto coconut shell based activated carbon: Error analysis of linear and non-linear methods. Journal of the Taiwan Institute of Chemical Engineers, 80, 472–487. https://doi.org/10.1016/j.jtice.2017.08.004

Knothe, G., Gerpen, J. V., Krahl, J., & Ramos, L. P. (2006). Glicerina. In Manual do Biodiesel (Vol. 1, pp. 295–310). São Paulo: Edgard Blücher.

Leão, J. P., Ramos, A. T., Maruo, V. M., de Souza, D. P. M., Neiva, J. N. M., Restle, J., & Moron, S. E. (2012). Anatomopatologia de amostras de bovinos alimentados com glicerol. Ciencia Rural, 42(7), 1253–1256. https://doi.org/10.1590/S0103-84782012005000046

Lopes, A. P., Canesin, E. A., Suzuki, R. M., Tonin, L. T. D., Palioto, G. F., & Seixas, F. L. (2014). Purification of Residual Glycerol Obtained in Biodiesel Production from Waste Oils. Revista Virtual de Química, 6(6), 1564–1582. https://doi.org/10.5935/1984-6835.20140102

Medeiros, J. F., Berni, J. V., Diório, A., Saraiva, A. C. B., Gomes, M. C. S., & Pereira, N. C. (2019). Remoção de cor da glicerina bruta por adsorção em carvão ativado vegetal. Revista Brasileira de Energias Renovavéis, 440–454.

Mota, C., Silva, C., & Gonçalves, V. (2009, March). Gliceroquímica: Novos produtos e processos a partir da glicerina de produção de biodiesel. Química Nova, 639–648.

Mota, R. M., Almeida, C. G. R., Amazonas, C. S. de A., & Ramos, A. L. D. (2012). Seleção de adsorvente para a purificação da glicerina oriunda da produção de biodiesel. 5° Congresso Da Rede Brasileira de Tecnologia de Biodiesel e 8o Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel, 1–2.

Nascimento, J. de L., Magalhães Júnior, G. A., Portela, R. R., Sousa Neto, V. de O., Buarque, P. M. C., Oliveira, M. de S., & Moura, C. P. de. (2019). Aplicação de processo adsortivo para dessulfurização de combustíveis utilizando fibra de coco como adsorvente. Matéria (Rio de Janeiro), 24(3). https://doi.org/10.1590/s1517-707620190003.0731

Peiter, G. C., Alves, H. J., Sequinel, R., & Bautitz, I. R. (2016). Alternativas para o uso do glicerol produzido a partir do biodiesel. Revista Brasileira de Energias Renovavéis, 219–537.

Pereira, R. G., & Souza, F. A. B. A. de. (2019). Purification and characterization of glycerin obtained from soybean biodiesel production. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, 10(3), 252–262. https://doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2019.003.0022

Pimentel, R. G., Gonçalves, F. D., & Rezende, L. C. S. H. (2018). Utilização do bagaço de cana de açúcar como bioadsorvente no tratamento de efluentes de lavanderias industriais. In IX Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica (pp. 1–6). http://rdu.unicesumar.edu.br/handle/123456789/2137

Santos, A. G. D. (2010). Avaliação da estabilidade térmica e oxidativa do biodisel de algodão, girassol, dedê e sebo bovino. Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Santos, T. M., Pereira, D. F., & Gabriel, F. da S. (2013). Purificação da glicerina bruta obtida a partir da produção de biodiesel. Engenharia Ambiental - Espírito Santo Do Pinhal, 10(4), 131–147.

Silva, G. M. da, Quadri, M. B., Costa, A. E., & Dias, R. (2009). Avaliação Da Remoção Do Glicerol Livre Do Biodiesel Por Adsorção. VIII Congresso Brasileiro de Engenharia Química Em Iniciaçao Científica, 1–7. http://www.cobeqic2009.feq.ufu.br/uploads/media/85421241.pdf

Silva, V. L. M. M., Gomes, W. C., & Alsina, O. L. S. (2007). Utilização do bagaço de cana de açúcar como biomassa adsorvente na adsorção de poluentes orgânicos. Revista Eletrônica de Materiais e Processos, 2(1), 27–32.

Victorino, T. R., Pereira, R. G., & Fiaux, S. B. (2016). Aproveitamento da glicerina de biodiesel obtida a partir de óleo de fritura para o cultivo do fungo Aspergillus niger. Revista Brasileira de Ciências Ambientais (Online), 42, 56–66. https://doi.org/10.5327/z2176-947820160107

Yamaura, M., Almeida Monteiro, R., Elena Barboza Cotrim, M., Hastenreiter Costa, C., & Aparecida Faustino Pires, M. (2003). Caracterização do bagaço de cana-de-açucar e fibras de coco e avaliação como biossorventes de Pb. 24° Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, 1, 1–10.

Zhao, X., Zeng, X., Qin, Y., Li, X., Zhu, T., & Tang, X. (2018). An experimental and theoretical study of the adsorption removal of toluene and chlorobenzene on coconut shell derived carbon. Chemosphere, 206, 285–292. https://doi.org/10.1016/j.chemosphere.2018.04.126

Publicado

2021-04-16

Como Citar

Velloso, M. H. R., & Peruch, K. . F. C. (2021). ESTUDO COMPARATIVO ENTRE O BAGAÇO DA CANA DE AÇÚCAR E FIBRA DE COCO VERDE NA PURIFICAÇÃO DA GLICERINA OBTIDA DA SÍNTESE DE BIODIESEL: COMPARATIVE STUDY BETWEEN SUGAR CANE BAGASSE AND GREEN COCONUT FIBER IN THE PURIFICATION OF GLYCERIN OBTAINED FROM BIODIESEL SYNTHESIS. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 7(2), 01–15. https://doi.org/10.47456/bjpe.v7i2.34607

Edição

Seção

ENGENHARIA DA SUSTENTABILIDADE - SUSTAINABILITY ENGINEERING