ANÁLISE DOS ESTILOS DE TOMADA DE DECISÃO DE EGRESSOS DOS CURSOS DE ENGENHARIA

ANALYSIS OF THE DECISION-MAKING STYLES OF GRADUATES FROM ENGINEERING

Autores

  • Hugo Glória Pantoja Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas
  • Everton Jucelin Braz Gonçalves Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas
  • Elizângela de Jesus Oliveira Universidade Federal do Amazonas

Palavras-chave:

Decisão, Estilos de tomada de decisão, Engenharia

Resumo

Seja no meio profissional ou no meio pessoal, decisões precisam ser tomadas diariamente, decisões que interferem diretamente no futuro do indivíduo ou da organização. A tomada de decisão nem sempre é executada de forma racional, assim como nem sempre é tomada de forma repentina. A partir disso, é de suma importância conhecer também os estilos de tomada de decisão dos profissionais que estão sendo desenvolvidos nessas instituições, considerando-se que os estilos se relacionam à personalidade e ao contexto de cada um. Este artigo tem por objetivo identificar os estilos de tomada de decisão de alunos finalistas dos cursos de Engenharia e como esses estilos irão interferir no meio acadêmico e no mercado de trabalho.  Por meio de um questionário hospedado na plataforma

SURVIO,

foram entrevistados 31 estudantes de engenharia no qual pôde-se analisar por meio das perguntas o estilo de tomada de decisão predominante, sendo esses: diretivo, analítico, conceitual e comportamental. Pôde-se perceber que os entrevistados possuem tendência ao estilo analítico, mostrando que o mercado tende a absorver engenheiros mais racionais e que a engenharia é uma área muito ampla, havendo variação de estilos de decisão entre os cursos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hugo Glória Pantoja, Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas

Técnico em Administração pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia-IFAM. Engenheiro de Produção pela Universidade Federal do Amazonas-UFAM

Everton Jucelin Braz Gonçalves, Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia da Universidade Federal do Amazonas

Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, com ênfase em Mecânica dos Sólidos

Elizângela de Jesus Oliveira, Universidade Federal do Amazonas

Professora da Universidade Federal do Amazonas. Doutorado em Administração pela UNIMEP - UNIVERSIDADE METODISTA DE PIRACICABA e Mestre em Administração pela FPL -FUNDAÇÃO PEDRO LEOPOLDO DE MINAS GERAIS. Possui graduação em Administração pela UNIMONTES- Universidade Estadual de Montes Claros (2008). Especialista em Design Instrucional para Educação a Distância pela UNIFEI- Universidade Federal de ItajubáI. Possui experiência como docente na Graduação Presencial dos cursos de Administração, Engenharias, e Cursos Superiores em Tecnologia de Logística, Comércio Exterior e Gestão Portuária e Gestão de Recursos Humanos. Atua também como Docente da Pós-graduação em Ciências Sociais Aplicadas.É Professora Autora e Conteudista em EaD das disciplinas para Graduação EaD e Pós Graduação em EaD (Teorias Administrativas, Gestão de Pessoas, RSC e Governança Corporativa). Possui experiência como Coordenadora do Núcleo de Educação a Distância para Cursos Superiores e na Coordenação da Pós-Graduação em Gestão Pública. Atua na Avaliação de diversos periódicos e seminários no Brasil na área das Ciências Sociais Aplicadas. É credenciada do BASIS/INEP - AVALIADORA DO MEC dos cursos de Graduação de Administração, CST em Processo Gerenciais e áreas correlatas ( Presencial e na Modalidade EaD)

Referências

Abubakar, A., Elrehail, H., Alatailat, M., & Elçi, A. (2019). Knowledge management, decision-making style and organizational performance. Journal of Innovation & Knowledge. 4(2), 104-114. doi:10.1016/j.jik.2017.07.003

Almeida, A. P., Alves, C., & Reis, G. (2010). O Processo de tomada de decisão: Adoção de sistemas de apoio à decisão no jogo de empresas. VI Congresso Nacional de Excelência em Gestão. Niterói.

Corrêa, L. S. (2013). Estudo do perfil gerencial do decisor para tomada de decisão em projetos. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Pernambuco. CTG. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção, Recife.

Dalcin, D. (2013). Os estilos de tomada de decisão e o desempenho econômico das propriedades rurais de Palmeira das Missões/RS. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Centro de Estudos e Pesquisas em Agronegócios, Programa de Pós-Graduação em agronegócios, Porto Alegre.

Dewberry, C., Juanchich, M., & Narendran, S. (2013). Decision-making competence in everyday life: The roles of general cognitive styles, decision-making styles na personality. Personality and Individual Differences, 55(7): 783-788. doi: 10.1016/j.paid.2013.06.012

Fagundes, E. S., & Schnorrenberger, D. (2018). Avaliação de desempenho dos estilos de decisão: análise da literatura e oportunidades de pesquisa. Revista Eletrônica Científica do CRA-PR, 5(1), 93-110. Recuperado de: http://recc.cra-pr.org.br/index.php/recc/article/view/104

Falcão, J. (2011). Estilos de Tomada de Decisão: Um estudo em ginásios, academias e health clubs de Lisboa. Dissertação de Mestrado. Universidade Técnica de Lisboa. Lisboa.

Filho, N., Silveira, F., & Sant Ana, P. (2014). O Processo de Tomada de Decisão para a Seleção de Projetos em uma PME do Setor de Engenharia. Revista de Gestão e Projetos - GeP, 5(3), 88-104. Recuperado de: http://www.revistagep.org/ojs/index.php/gep/article/view/285

Gambetti, E., & Giusberti, F. (2019). Personality, decision-making styles and investments. Journal of Behavioral and Experimental Economics, 80, 14-24. doi:10.1016/j.socec.2019.03.002

Tessarini, G., & Saltorato, P. (2018). Impactos da indústria 4.0 na organização do trabalho: uma revisão sistemática da literatura. Revista Produção Online, 18(2), 743-769. doi:10.14488/1676-1901.v18i2.2967

Kruger, S., Prestes, M., Mazzioni, S., & Petri, S. (2018). Processo decisório sob efeito de preferências: aversão e exposição ao risco. Revista Contemporânea de Contabilidade, 15(36), 166-187. doi:10.5007/2175-8069.2018v15n36p166

Junior Ladeira, W. (2010). Estilos de Tomada de Decisão: Uma Investigação em Gerações Diferentes. Revista de Administração da UNIMEP, 8(3), 184-206. Recuperado de: http://www.spell.org.br/documentos/download/4371

Lima, J. (2012). Liderança e Tomada de Decisão na Organização. MBA Administração Estratégica e Financeira. UNOESC: Videira.

Martins, C., & Ferreira, M. (2011). O Survey como tipo de pesquisa aplicado na descrição do conhecimento do processo de gerenciamento de riscos em projetos no segmento da construção. VII Congresso Nacional de Excelência em Gestão.

Oliveira, M. (2011). Metodologia Científica: um manual para a realização de pesquisas em Administração. Universidade Federal de Goiás: Catalão.

Praca, F. (2015). Metodologia da Pesquisa Científica: Organização estrutural e os desafios para redigir o trabalho de conclusão. Diálogos Acadêmicos. Ribeirão Preto.

Rowe, A. (1998). Strategic Management – A Methodological Approach. Boston: Addison-wesley Publ.

Vieira, V. (2011). Evaluating the Psychometric Properties of Consumer Decision-making Style Instrument. R. Adm. FACES Journal Belo Horizonte, 10(3), 124-144. doi:10.21714/1984-6975FACES2011V10N3ART638

Publicado

2020-06-29

Como Citar

Pantoja, H. G., Gonçalves, E. J. B. ., & Oliveira, E. de J. (2020). ANÁLISE DOS ESTILOS DE TOMADA DE DECISÃO DE EGRESSOS DOS CURSOS DE ENGENHARIA: ANALYSIS OF THE DECISION-MAKING STYLES OF GRADUATES FROM ENGINEERING. Brazilian Journal of Production Engineering - BJPE, 6(3), 138–145. Recuperado de https://periodicos.ufes.br/bjpe/article/view/30052

Edição

Seção

ENGENHARIA ORGANIZACIONAL - ORGANIZATIONAL ENGINEERING

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)